Economia

Seca no Brasil afeta lucros da maior produtora de alumínio

votorantim

A pior seca do Brasil em quase um século está começando a mostrar seus potenciais danos aos resultados corporativos.

A unidade de alumínio da Votorantim CBA, uma das maiores fabricantes do metal no país, disse quinta-feira que seu Ebitda pode encolher em até 180 milhões de reais (US $ 34,2 milhões) no segundo semestre. Nos primeiros seis meses de 2021, a empresa reportou lucro ajustado antes de itens de cerca de 720 milhões de reais.

O setor de metal é um bebedor de eletricidade, e a CBA é a primeira empresa de alumínio a aderir ao novo programa do governo para reduzir voluntariamente o uso de energia, disse. Por estar reduzindo seu próprio consumo, está tendo que comprar energia de outras fontes, o que fará mais, dependendo dos níveis dos reservatórios.

A associação brasileira do alumínio ABAL, que calcula que os custos de energia do setor triplicaram entre 2001 e 2019, está preocupada com uma possível queda de energia não planejada. Na quarta-feira, representantes da Alcoa se reuniram com o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, para discutir o assunto.

Enquanto a CBA aposta no déficit do metal usado em tudo, desde latas de cerveja até peças de aviões, a seca torna improvável que o país veja investimentos suficientes para se tornar um grande exportador de alumínio novamente, segundo a ABAL

Voltar ao Topo