Óleo e Gás

Vendas de etanol caem em novembro

etanol

As vendas de etanol no Brasil caíram em novembro pelo sexto mês consecutivo na comparação anual, conforme os consumidores continuam a optar pela gasolina nos postos de abastecimento.

As vendas de etanol hidratado recuaram para 1,07 milhão de m³ em novembro, uma queda de 37pc em relação a um ano antes e aproximadamente 46pc abaixo dos volumes do mesmo mês de 2019, antes da pandemia de Covid-19, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). As vendas de etanol têm caído na comparação anual todos os meses desde junho de 2021.

O consumo de etanol hidratado caiu em quatro das cinco regiões brasileiras. O declínio foi mais notável na região Sul, onde os estados consumiram 60 mil m³, 48pc a menos que no ano anterior. O consumo de etanol foi cerca de 40pc menor na região Sudeste, com 704 mil m³, enquanto o Centro-Oeste registrou uma queda de 29pc e o declínio no Nordeste foi de apenas 10pc. O etanol hidratado consumido na região Norte foi 3pc maior em novembro de 2021 do que há um ano.

Juntas, as regiões Sul e Sudeste registraram uma redução de 41pc nas vendas de etanol na comparação anual. As duas regiões abrigam os principais estados produtores de cana-de-açúcar do país, onde secas e geadas prejudicaram a produção e, portanto, provocaram aumentos nos preços do biocombustível ao longo dos últimos meses.

Voltar ao Topo