Petróleo

Preços do petróleo aumentam após impacto do coronavírus

Os preços do petróleo aumentaram após uma queda de cinco dias nas negociações de que a Opep poderia estender cortes se o novo surto de coronavírus prejudicar a demanda econômica por petróleo.

Os mercados financeiros impactados pela disseminação da doença corona para fora da China estão analisando as consequências econômicas. O número de mortes por coronavírus chegou a 132.

Os contratos futuros de petróleo brent subiram US $ 0,66 a US $ 60,17 por barril, enquanto os EUA West Texas Intermediate (WTI) subiram US $ 0,62 a US $ 54,10 por barril, informou a Reuters.

Segundo dados do Instituto Americano de Petróleo (API), os estoques de petróleo nos EUA caíram 4,3 milhões de barris na semana passada e os estoques de gasolina subiram 3,3 milhões de barris, apoiando os preços.

Os dados da API também mostraram uma queda de 141.000 barris nos inventários de combustível destilado.

A agência de notícias citou o ING Research dizendo: “A ação de preços desde terça-feira passada sugere que o mercado está precificando um impacto de demanda bastante considerável.

“A grande incógnita para os mercados é por quanto tempo as restrições de viagem estarão em vigor e elas podem ficar ainda mais rígidas”.

Enquanto isso, a British Airways suspendeu todos os vôos diretos de e para a China continental por causa do surto de coronavírus.

A demanda de combustível de aviação da Ásia caiu devido à suspensão da conexão das companhias aéreas com a China.

A Reuters citou fontes da OPEP dizendo que o grupo planeja estender os cortes na produção de petróleo até pelo menos junho deste ano.

Os investidores estão aguardando dados da Energy Information Administration (EIA), com vencimento hoje.

Voltar ao Topo