Notícias

Ministro dos Minerais defende carvão, reclama dos altos preços da eletricidade

O ministro dos Recursos Minerais, Gwede Mantashe , defendeu o papel do carvão no mix energético do país e queixou-se do efeito prejudicial dos altos preços da eletricidade no beneficiamento local dos minerais. Ele estava entregando o discurso principal no lançamento, em Pretória, de um livro – O Futuro da Mineração na África do Sul: Pôr do Sol ou Nascer do Sol – pelo Instituto Mapungubwe de Reflexão Estratégica. Ele afirmou que estava discutindo essas questões com seu colega, o ministro da EnergiaJeff Radebe.

“África do Sul – que nação estranha”, ele exclamou. Afirmou que os sul-africanos “gostam de destruir o que têm” na esperança de que as coisas melhores estejam por vir. Eles queriam fechar as minas de carvão agora “por um futuro melhor”.

Embora aceitando que a energia renovável será importante no futuro, ele destacou que a companhia elétrica nacional Eskom gerou eletricidade em sua usina nuclear de Koeberg por cerca de 40c por unidade, e que suas usinas a carvão usaram uma unidade de 80c, mas estava comprando energia renovável de produtores independentes de energia por cerca de 220c por unidade. Ele afirmou que não fazia sentido gastar 220c em uma unidade de eletricidade quando você poderia gastar 40c e 80c.

O carvão era necessário agora, afirmou ele, para a eletricidade de carga básica. Ele destacou que houve uma grande descoberta de novo carvão no Springbok Flats, com costuras de cerca de 9 m de espessura. Mas os sul-africanos eram hipócritas em relação ao carvão. Eles eram hostis a isso, até que houve queda de carga, onde eles queriam saber onde estava o carvão.

O aumento nos preços da eletricidade minou as ambições de beneficiamento mineral do país. Ele citou o caso do manganês. “Nosso Ferro Negro está em demanda em todos os lugares. Mas não podemos beneficiá-lo aqui … [B] porque nossos preços de eletricidade são proibitivamente altos”, afirmou. “Esses preços da eletricidade tornam o beneficiamento um sonho.”

Voltar ao Topo