Economia

Entenda como funciona a nova tabela do INSS

A reforma da previdência foi aprovada e no início do mês de Março os novos requisitos referente a contribuição do INSS começaram a valer, sendo divulgada uma nova tabela de contribuição para os trabalhadores.

Uma outra novidade sobre a contribuição é a forma de cálculo, anteriormente o cálculo da contribuição era feito com base no valor total da renda mensal, mas com a reforma da previdência o cálculo será feito de forma progressiva.
Se você ainda está confuso sobre as novas regras atuais referente a sua contribuição e quer entender de forma clara a nova tabela do INSS e nova forma do cálculo progressivo, acompanhe abaixo!

O QUE É O INSS?

Você sabe o que é, e qual o significado do INSS?

Se sua resposta for “não”, ou “acho que sim” as informações deste artigo informativo não irão te acrescentar em nada, já que serão apenas números e dados para você decorar e esquecer no dia seguinte.Portanto, já que você está aqui e não sabe o porquê de todo mês ser descontado um valor do seu salário, valor esse que quitaria alguma dívida ou renderia um investimento, iremos te explicar o que é o INSS de forma simples e rápida.

A sigla INSS significa Instituto Nacional do Seguro Social e esse Instituto é um órgão do governo responsável por prover a aposentadoria e demais benefícios aos trabalhadores que contribuem com a Previdência Social.
No entanto, para ser assegurado pelo INSS o trabalhador precisa contribuir com a Previdência Social e, na maioria dos casos, essa contribuição é feita de forma automática por meio da contratação empresarial, havendo exceções.

Agora que você entendeu o que é o INSS e o porquê de ter um valor descontado da sua folha de pagamento, você já está preparado para entender o que mudou na tabela do INSS e a nova forma de cálculo da contribuição. Vamos lá!
Para que você entenda de forma descomplicada as mudanças aplicadas será apresentado um antes e depois da tabela do INSS para empregados de empresa privada, veja abaixo!

TABELA DO INSS: ANTES

Salário Alíquota Não Progressiva
Até R$ 1.830,29 8%
De R$ 1.830,30 a R$ 3.050,52 9%
De R$ 3.050,53 a R$ 6.101,06 11%

Nessa tabela, como você pôde ver, o INSS era descontado do trabalhador com base na faixa do salário, então se você recebia R$1.500,00, seria descontado mensalmente do seu salário 8% em cima desse valor.

E desse mesmo modo, se você recebia R$ 20.000,00 ou até mais, seria descontado do seu salário somente 11% em cima deste valor.

TABELA DO INSS: ATUALMENTE

Salário Alíquota Progressiva
Até R$ 1.045,00 7,5%
De R$ 1.045,01 a R$ 2.089,60 9%
De R$ 2.089,61 a R$ 3.134,40 12$
De R$ 3.134,41 a R$ 6.101,06 14%

Na nova tabela do INSS para trabalhadores de empresa privada foi aumentada a classificação salarial para contribuição, sendo que agora são 4 Alíquotas e estas são progressivas.

NOVA TABELA DO INSS: SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

Salário Alíquota Progressiva
Até R$ 1.045,00 7,5%
De R$ 1.045,01 a R$ 2.089,60 9%
De R$ 2.089,61 a R$ 3.134,40 12$
De R$ 3.134,41 a R$ 6.101,06 14%
De R$ 6.101,07 a R$ 10.448,00 14,5%
De R$ 10.448,01 a R$ 20.896,00 16,5%
De R$ 20.896,01 a R$ 40.747,20 19%
Acima de R$ 40.747,20 22%

Já no caso de servidores públicos o teto salarial é maior e possui 8 faixas de contribuição, mas em sua totalidade não muda nada, o cálculo para servidores ativos é o mesmo.

O QUE SIGNIFICA ALÍQUOTA PROGRESSIVA?

Se você não sabe, uma alíquota progressiva significa que quem ganha mais, terá um maior desconto na contribuição.
Na antiga tabela do INSS a alíquota não era progressiva, então desde que sua faixa salarial estivesse dentro do estipulado, sua contribuição seria uma porcentagem fixa.

Mas com a reforma isso mudou, então se você recebe R$ 1.500,00 irá pagar a porcentagem da primeira faixa que é 7,5% e pagará os 9% da segunda faixa que é 9%, em cima do valor que excede o salário mínimo da faixa.

Segue um exemplo:

José tem um salário base de R$ 2.000,00.
Ao fazer sua contribuição seu salário será dividido.
Dentro dos R$ 2.000,00 será tirado R$ 1.045,00 e descontado os 7,5%
2000 – 1045= 955
O valor de R$ 955,00 restante terá o desconto de 9%. Ou seja, o salário de José teve um desconto progressivo, pois o salário dele ocupava as duas faixas de alíquota, a de 7,5% e a de 9%.

Agora imagine a Fátima que recebe R$ 10.000,00. O salário dela atinge todas as faixas de alíquotas, portanto, ela terá todos os descontos das faixas da nova tabela de contribuição.

CONCLUSÃO

A nova tabela do INSS não se aplica a todos os trabalhadores e empresas. Se você é empregador, autônomo, prestador de serviço e contribuinte individual e facultativo, a antiga tabela continuará valendo.

A nova tabela se aplica somente a trabalhadores de empresas privadas que possuem o desconto direto na folha de pagamento, assim como, empregados domésticos e avulsos que não possuem carteira assinada, mas prestam serviços a empresas privadas.

Servidores públicos municipais e estaduais também não se aplicam na nova tabela do INSS, sendo que seguem a contribuição de seus próprios regimes.

Voltar ao Topo