Notícias

Brasil atingirá neutralidade climática até 2050, diz Bolsonaro

bolsonaro

O presidente jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que o país alcançará a neutralidade climática até 2050, na meta mais ambiciosa estabelecida pelo líder de extrema-direita que parece estar mudando sua posição sobre o meio ambiente.

Falando em uma cúpula de líderes mundiais, a promessa de Bolsonaro aumentaria a meta anterior de atingir as emissões líquidas zero em 10 anos.

Ele repetiu um compromisso feito na semana passada para acabar com o desmatamento ilegal até 2030, acrescentando que reduziria as emissões de gases de efeito estufa do país em cerca de 50% até essa data.

Bolsonaro prometeu dobrar o financiamento para os esforços de fiscalização ambiental.

O presidente já havia protestado contra a fiscalização ambiental e tomado medidas para enfraquecer os órgãos ambientais, que são vistos como fundamentais para proteger a floresta amazônica.

O desmatamento na amazônia brasileira subiu sob Bolsonaro, atingindo uma alta de 12 anos em 2020, com uma área 14 vezes maior que a cidade de Nova York destruída.

Bolsonaro pediu apoio internacional aos esforços climáticos do Brasil, atingindo um tom um pouco mais conciliador do que em suas declarações públicas passadas que diziam às nações estrangeiras para ficarem fora dos assuntos ambientais do país.

“Com esse espírito de responsabilidade coletiva e destino comum, convido você mais uma vez a nos apoiar nessa missão”, disse Bolsonaro.

Voltar ao Topo