Notícias

Parlamentares dos EUA criticam Big Oil por altos preços da gasolina

Os preços na bomba atingiram um recorde de US$ 4,33 o galão em 11 de março, mas desde então recuaram nos EUA.

A presidente democrata do Subcomitê de Energia e Comércio da Câmara, Diana DeGette, denunciou o que descreveu como empresas de energia enchendo seus bolsos enquanto os americanos esvaziam os deles.

“As empresas de petróleo e gás relatam lucros recordes e enquanto as famílias americanas são forçadas a pagar preços recordes na bomba.”

Os legisladores republicanos miraram em um alvo diferente: o governo do presidente democrata Joe Biden, que acusaram de restringir a produção de energia em nome do combate às mudanças climáticas.

Aqui está a representante republicana Cathy McMorris Rodgers, do estado de Washington:

“Este é o aumento do preço de Biden, e tem sido uma escalada constante desde que ele assumiu o cargo.”

O republicano da Virgínia, Morgan Griffith, disse que os esforços recentes da Casa Branca para aumentar a produção diante dos altos preços são insuficientes.

“Uma luz verde temporária para produzir petróleo do governo Biden não desfará os danos e as camadas de burocracia e políticas agressivas anti-combustíveis fósseis que levam os preços do gás a novos máximos”.

Democratas como Joe Pallone, de Nova Jersey, pressionaram os executivos de energia a fazer mais pelos consumidores americanos.

“O resultado final é que você define o preço de atacado e essa é a maior parte do preço de varejo. Portanto, não nos diga que você não pode fazer nada a respeito. Você pode fazer algo a respeito.”

Mas a presidente da Shell USA, Gretchen Watkins, recuou.

“A Shell não define ou controla o preço que os consumidores pagam. Na verdade, seria ilegal que a Shell o fizesse porque quase todas as estações de varejo da marca Shell nos EUA são de propriedade de operadores independentes que definem seus próprios preços no mercado.”

Os executivos detalharam seus planos para aumentar a produção.

Darren Woods, presidente e executivo-chefe da Exxon – a maior empresa de petróleo dos EUA – disse aos legisladores que sua empresa não buscava de forma alguma lucrar com a dor dos americanos.

“Sabemos que os altos preços de hoje na bomba estão prejudicando os americanos.”

A Exxon divulgou na segunda-feira seus melhores resultados trimestrais em sete anos.

Voltar ao Topo