Notícias

Doria: “Bolsonaro fez os governadores ficarem mais unidos”

Ao lado de Wilson Witzel na Sapucaí, João Doria criticou a reação de Jair Bolsonaro à morte de Adriano da Nóbrega.

O presidente acusou a PM baiana de ser responsável pela morte do miliciano.

“Preciso reconhecer que o Bolsonaro, com as agressões, com o emparedamento e a crítica injusta ao governador da Bahia, Rui Costa, fez os governadores ficarem mais unidos. Nós temos que ser defensores da democracia.”

O governador de São Paulo acrescentou:

“Não pode lançar uma acusação de que o Rui Costa teria sido o deflagrador da morte daquele miliciano que estava na Bahia. Fazer uma acusação dessa sem prova é uma leviandade. Hoje é com o governador da Bahia, amanhã com o do Rio, depois de amanhã com o do Rio Grande do Sul e, daqui a duas semanas, com o governador de São Paulo.”

Voltar ao Topo