Benefícios

Descubra detalhe do calendário do Bolsa Família 2020  

As pessoas que recebem os benefícios do Bolsa Família, devem saber que há um calendário a ser seguido, conforme o último número do NIS, para saber a data correta para o saque.

Os benefícios ficam disponíveis a partir dos últimos dez dias úteis do mês, podendo ser sacados até 90 dias após a data do calendário.

As datas são:

NIS 1: 20/01, 12/02, 18/03, 16/04, 18/05, 17/06, 20/07, 18/08, 17/09, 19/10, 17/11, 10/12;
NIS 2: 21/01, 13/02, 19/03, 17/04, 19/05, 18/06, 21/07, 19/08, 18/09, 20/10, 18/11, 11/12;
NIS 3: 22/01, 14/02, 20/03, 20/04, 20/05, 19/06,22/07, 20/08, 21/09, 21/10, 19/11, 14/12;

NIS 4: 23/01, 17/02, 23/03, 22/04, 21/05, 22/06, 23/07, 21/08, 22/09, 22/10, 20/11, 15/12;
NIS 5: 24/01, 18/02, 24/03, 23/04, 22/05, 23/06, 24/07, 24/08, 23/09,23/10,23/11, 16/12;
NIS 6: 27/01, 19/02, 25/03, 24/04, 25/05, 24/06, 27/07, 25/08, 24/09, 26/10, 24/11, 17/12;

NIS 7: 28/01, 20/02, 26/03, 27/04, 26/05, 25/06, 28/07, 26/08, 25/09, 27/10, 25/11, 18/12;
NIS 8: 29/01, 21/02, 27/03, 28/04, 27/05, 26/06, 29/07, 27/08, 28/09, 28/10, 26/11, 21/12;
NIS 9: 30/01, 27/02, 30/03, 29/04, 28/05, 29/06, 30/07, 28/08, 29/09, 29/10, 27/11, 22/12;

NIS 0: 31/01, 28/02, 31/03, 30/04, 29/05, 30/06, 31/07, 31/08, 30/09, 30/10, 30/11, 23/12.

Calendário 2020 do Bolsa Família é divulgado pelo governo – RBJ

O que é NIS

O NIS (Número de Identificação Social) é um número de registo efetuado pela Caixa. Para a identificação social, será gerado o número do SIN, e sua utilização é essencial para políticas públicas e programas sociais. Além disso, também para permitir que os empregadores cobrem impostos dos trabalhadores.

As pessoas que devem ser registadas

Trabalhadores vinculados a empresas privadas, cooperativas ou entidades empregadoras individuais; beneficiários de projetos sociais (inscritos por agentes definidos pelo gestor do projeto); diretores desempregados na escolha do FGTS e beneficiários de políticas públicas (cadastrados na Secretaria Regional do Trabalho e Emprego – SRTE, Ministério da Saúde – MS e Ministério da Educação – MEC).

Para os trabalhadores, esse número será usado para identificá-lo nas arrecadações / recebimentos do FGTS, seguro-desemprego, auxílio-salário e aposentadoria. Por conseguinte, para outras pessoas cadastradas, este número é usado para pagar benefícios ou como um código de identificação em políticas públicas ou emissão de documentos (como carteira de trabalho).

O registro NIS oferece conveniência e modernização para que os empregadores registrarem funcionários. A saber, é a solução pode identificar diversos trabalhadores com carteira assinada.

Além disso, também cidadãos brasileiros que se beneficiam de programas sociais, bem como cidadãos que atendam às exigências de políticas públicas do governo federal, estadual ou municipal.

Em conclusão, para as empresas, a Caixa disponibiliza duas modalidades de cadastro: online ou em lote, sendo que ambos podem ser acessados ​​por meio da Conectividade Social (CNS).

Programa Bolsa Família

O Bolsa Família ajuda financeiramente as famílias que são consideradas pobres e até miseráveis, fazendo com que essas famílias que recebem o benefício, possam ter uma vida mais digna. Em resumo, seja para sustentar a casa por meio do pagamento de contas e alimentar os componentes familiares, assim dando a essas pessoas também um incentivo para o trabalho.

O objetivo é fazer com que as famílias beneficiárias mantenham regularmente crianças e adolescentes de 6 a 17 anos na escola e façam o acompanhamento da saúde de gestantes, lactantes e crianças. Ademias, devendo também receber todas as vacinas. Por conseguinte, o programa tem o propósito de quebrar o ciclo de geração de pobreza de curto e longo prazo através de movimentações condicionais de dinheiro.

Pessoas que têm direito ao Bolsa Família

O plano Bolsa Família usa restrições de renda para definir essas duas etapas para atender famílias que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza. Portanto, as seguintes pessoas podem participar do programa:

• Todas as famílias cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse R$ 89,00;
• Famílias com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178,00 por pessoa, desde que tenham crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos.

De onde surgiu o Programa

A Lei nº 10.836, assinada pelo então Presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 9 de janeiro de 2004, instituiu oficialmente o Programa Bolsa Família. Entretanto, o programa do jeito que é conhecido atualmente, veio da unificação de diversos outros programas sociais que eram realizados em algumas partes do Brasil.

Principalmente, a distribuição de cestas básicas no Norte do país, mas com o mesmo intuito de ajudar e dar suporte às pessoas que precisavam.

Alguns dos programas que deram origem ao Bolsa Família foram: Bolsa Escola, Bolsa Alimentação e Auxílio Gás.

Voltar ao Topo