Benefícios

Auxílio emergencial indevido pode ser descontado do seu INSS

auxílio emergencial

Foi anunciado pelo Governo Federal que aqueles cidadãos que estão em processo de aposentadoria e receberam o auxílio emergencial terão o valor descontado no salário do INSS. Dessa maneira, o beneficio irá funcionar como um adiantamento da aposentadoria.

O Governo Federal explica que os futuros aposentados do INSS que receberam o auxílio emergencial terão o valor descontado no retroativo do benefício previdenciário. Esse desconto será feito de forma automática e em uma única parcela.

Isso acontece porque os cidadãos que têm direito aos benefícios do INSS não têm direito ao recebimento do auxílio emergencial. Por esse motivo, aqueles que receberam a ajuda financeira terão que devolver o valor ao governo.

Auxílio emergencial 2021

O auxílio emergencial está sendo pago desde abril e a princípio o governo estabeleceu o repasse de 4 parcelas. Dessa maneira, esse chegaria ao fim no mês de julho deste ano. Porém, devido ao aumento de casos de COVID-19 no país foi anunciado uma prorrogação de mais 3 parcelas.

Diante disso, a ajuda financeira será paga até o mês de outubro. Segundo o ministro da economia, Paulo Guedes, informou que o pagamento do auxílio dependerá da situação da doença no Brasil e do avanço da campanha de imunização.

Por esse motivo, Guedes, não descartou a possibilidade de haver mais uma prorrogação. Segundo ele, a pandemia de COVID-19 é que determinará o número de parcelas do auxílio emergencial 2021.

Ainda não foi divulgado o calendário de pagamento da 5ª, 6ª e 7ª parcela. Isso porque, o programa ainda irá pagar a 4ª parcela aos beneficiários do Bolsa Família ou fora do Bolsa.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou que o calendário da 4ª parcela será antecipado, assim como aconteceu nas outras três parcelas.

Calendário 4ª parcela do auxílio emergencial

Mês de nascimento Data do crédito em conta Data para saque em dinheiro
Janeiro 17 de julho 02 de agosto
Fevereiro 18 de julho 03 de agosto
Março 20 de julho 04 de agosto
Abril 21 de julho 05 de agosto
Maio 22 de julho 09 de agosto
Junho 23 de julho 10 de agosto
Julho 24 de julho 11 de agosto
Agosto 25 de julho 12 de agosto
Setembro 27 de julho 13 de agosto
Outubro 28 de julho 16 de agosto
Novembro 29 de julho 17 de agosto
Dezembro 30 de julho 18 de agosto

Calendário 4ª parcela do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família

Inscritos NIS 4ª parcela
NIS de final 1 19 de julho
NIS de final 2 20 de julho
NIS de final 3 21 de julho
NIS de final 4 22 de julho
NIS de final 5 23 de julho
NIS de final 6 26 de julho
NIS de final 7 27 de julho
NIS de final 8 28 de julho
NIS de final 9 29 de julho
NIS de final 0 30 de julho

Auxílio emergencial e Caixa TEM

O auxílio emergencial é depositado na conta Poupança Social Digital. Os beneficiários fora do Bolsa Família recebem o valor em formato de depósito e só podem sacar o recurso na data indicada pela Caixa Econômica Federal.

Como o dinheiro em conta é possível movimentar o valor pelo aplicativo Caixa TEM. Os clientes podem fazer compras e pagamentos, de forma on-line e presencial, usando o cartão de débito virtual disponível no app.

Para fazer pagamentos diretamente no estabelecimento físico será preciso ler o QR Code gerado na maquininha. Além disso, os clientes podem fazer transferências bancárias para qualquer instituição financeira sem nenhuma cobrança.

Porém, o CAIXA Tem possui um limite diário de transferência de R$ 1,2 mil e mensal de R$ 5 mil. Os clientes do CAIXA Tem também podem usar o PIX para transferências e pagamentos. A ferramenta desenvolvida pelo Banco Central permite pagamentos instantâneos todos os dias e horas do ano.

Valor do auxílio emergencial 2021

No ano passado, o benefício foi criado com o intuito de ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade social a enfrentar a crise gerada pela pandemia de COVID-19. Diante disso o governo estabeleceu o pagamento de 9 parcelas.

A 1ª rodada contou com 5 parcelas de R$ 600,00  pagas até o mês de agosto. No mês de setembro, o governo anunciou uma prorrogação de 4 parcelas conhecidas como Parcelas Extensão. Essas receberam essa quantia por terem o valor reduzido para R$ 300,00 limitado a ser paga até o mês de dezembro de 2020.

Para este ano o governo anunciou 4 parcelas de valor variável, conforme a composição familiar. Porém, o presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), anunciou uma prorrogação de mais 3 parcelas. Veja abaixo o valor do auxílio emergencial 2021:

  • R$ 150 para pessoas que moram sozinhas;
  • R$ 250 para famílias compostas por 2 ou mais membros;
  • R$ 375 para famílias chefiadas por mães solteiras.

Voltar ao Topo