Petróleo

Vazamento de óleo no Nordeste ainda tem causa desconhecida, aponta ANP

Segundo ele, a ANP participa do grupo de trabalho com o Ibama para investigar a origem do vazamento. Ele disse, contudo, não ter mais informações sobre o assunto.

Oddone contou ainda que, além da Petrobras, outras petroleiras ofereceram ajuda e equipamentos para combater o derramamento.

Segundo ele, uma hipótese é que um navio petroleiro tenha vazado o óleo, acrescentando que há petroleiros que chegam a carregar 2 milhões de barris de petróleo.

No café da manhã, Oddone disse que o licenciamento ambiental ainda é um desafio a ser equacionado na indústria do petróleo. Ele lembra que a última licença para atividade exploratória em área de nova fronteira foi concedida em 2011. E a última licença para atividade fora das Bacias de Campos e Santos foi em 2013.

“Ou nós licitamos e autorizamos a atividade ou nem licitamos”, completou.

Questionado por jornalistas sobre o assunto, ele contou que a ANP está contratando estudos regionais prévios para facilitar o processo de licenciamento das áreas junto aos órgãos ambientais após os leilões.
Voltar ao Topo