Últimas Notícias

Vale e siderúrgicas voltam a registrar valorização

A jornada desta quarta-feira é mais uma vez marcada pela valorização das ações da Vale (VALE3) e das principais siderúrgicas brasileiras, em meio a um cenário de alta dos preços do minério de ferro devido ao temor da queda de oferta com um aumento de demanda.

Com isso, Bradespar (BRAP4) lidera o Ibovespa com ganhos de 1,99% a R$ 32,74, com Vale subindo 1,63% a R$ 52,48. Entre as siderúrgicas, a CSN (CSNA3) soma 1,90% a R$ 17,19, com Gerdau (GGBR4) Met. somando 1,87% a R$ 7,63 e Gerdau +1,49% a R$ 16,32. Usiminas (USIM5) tem ganhos de 1,44% a R$ 9,83.

Os contratos futuros do minério de ferro na China tiveram seu melhor dia em sete semanas, ampliando um rali de ganhos recorde em meio a problemas de oferta sinalizados pelos maiores vendedores globais da matéria-prima e a uma forte demanda por siderúrgicas.

O contrato do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian, para maio, atingiu brevemente o limite de alta na sessão desta quarta-feira, a 694,5 iuanes (103,49 dólares) por tonelada, antes de terminar em 690,5 iuanes, um aumento de 5,3 por cento.

“Acho que ainda há espaço para o preço subir, talvez em torno de 5 a 6 dólares (por tonelada) ante o nível atual”, disse um operador de Xangai, antes de a cotação em Dalian atingir o limite máximo do dia. Há “boa” demanda por minério de ferro atualmente nas siderúrgicas, disse ele.

O preço spot do minério de ferro para entrega na China subiu para 91,50 dólares por tonelada nesta quarta-feira, ante 90 dólares na véspera, de acordo com a consultoria SteelHome.

O Barclays (BARC) disse que espera que uma melhora na oferta reduza os preços do minério de ferro para 70 dólares a tonelada em 2020, ante previsão revisada de 75 dólares para 2019, acima dos 69 dólares anteriores.

Os principais fornecedores mundiais da matéria-prima —Vale, BHP Group, Rio Tinto (RIO) e Fortescue — reduziram suas estimativas de produção e embarques neste ano, aumentando as preocupações de que o mercado poderia ficar mais apertado do que o esperado.

O rali dos preços do minério de ferro começou após um desastre fatal em uma mina da Vale em Brumadinho (MG) em janeiro, que deixou centenas de mortos e feridos.

O contrato do vergalhão de aço mais ativo na Bolsa de Futuros de Xangai subiu 1,6 por cento, para 3.587 iuanes por tonelada.

Voltar ao Topo