Empregos

Vale do Brasil retoma operações na mina de Alegria

A mineradora brasileira Vale foi autorizada pela agência nacional de mineração (NMA) do regulador local a retomar as operações em sua unidade de mineração de Alegria, que foram interrompidas em março.

As operações na mina foram suspensas depois que um teste de estresse falhou em garantir a estabilidade da estrutura.

A retomada das  atividades de  mineração em Alegria agora permitirá ao exportador de minério de ferro restaurar 8Mtpa dos 50Mtpa perdidos após o colapso da barragem de Brumadinho, que causou uma série de paralisações.

A Vale afirmou em comunicado: “Com o objetivo de retornar com segurança às operações, a Vale espera que o aumento da produção seja de até 1Mt em 2019, sem afetar o volume esperado de vendas este ano”.

“A Vale reafirma sua orientação de vendas de minério de ferro e pelotas de 307-332 milhões de toneladas para 2019 e espera que as vendas estejam entre o ponto mais baixo e o ponto médio da faixa.”

Segundo a empresa, aproximadamente 42Mtpa de capacidade de produção de minério de ferro permanece suspensa.

De propriedade da Samarco Mineracão, que é uma joint venture da BHP Billiton e Vale com 50% de participação, a mina de minério de ferro Alegria fica no Quadrilátero de Ferro do Brasil, nos distritos de Mariana e Ouro Preto, em Minas Gerais.

Em outro comunicado, a BHP anunciou que aprovou US $ 44 milhões para o reinício de um concentrador nas operações da Samarco no complexo Germano da empresa em Minas Gerais.

A BHP observou que os recursos serão utilizados para a construção de uma planta de filtragem.

Com a aprovação de todas as licenças ambientais em vigor, espera-se que as operações da Samarco sejam reiniciadas após a conclusão do sistema de filtragem.

No mês passado, a Samarco recebeu uma Licença de Operação Corretiva (LOC) para reiniciar suas atividades operacionais no Complexo Germano.

Voltar ao Topo