Tecnologia

Uber testa recurso ‘Cut the Line’ no Brasil em meio à escassez de motoristas

uber

A Uber está permitindo que alguns usuários no Brasil paguem mais por tempos de espera mais curtos, já que os altos preços da gasolina levaram à escassez de motoristas.

A empresa está testando um recurso prioritário no centro de três cidades brasileiras, disse a empresa em um comunicado na quinta-feira. As viagens prioritárias custarão até 20% a mais do que a tarifa básica e estarão disponíveis de acordo com a demanda.

O Brasil enfrenta atualmente uma escassez de motoristas, já que os preços da gasolina, que subiram quase 40% no ano passado, expulsaram muitos motoristas das estradas . Em São Paulo, a maior metrópole da América Latina, estima-se que um quarto dos motoristas de caronas desistiram desde o início da pandemia, de acordo com a Associação de Drivers de Aplicativos da cidade.

O Uber, com sede em San Francisco, disse que está testando o recurso antes do feriado e da flexibilização das restrições da Covid-19, o que deve gerar um aumento na demanda.

Sobre a Uber

Uber Technologies Inc. (fazendo negócios como Uber) é uma empresa multinacional americana, prestadora de serviços eletrônicos na área do transporte privado urbano, através de um aplicativo de transporte que permite a busca por motoristas baseada na localização, em inglês e-hailing, oferecendo um serviço semelhante ao tradicional táxi. É conhecido popularmente como serviços de “carona remunerada”.

No dia 9 de Maio de 2019, a Uber iniciou a venda das suas ações na New York Stock Exchange, sendo avaliada em 82,4 bilhões de dólares.

Fundada em 2009 por Garrett Camp e Travis Kalanick, a proposta inicial do Uber era ser um serviço semelhante a um táxi de luxo, oferecendo carros como Mercedes S550 e Escalade na cidade de São Francisco (Califórnia). O aplicativo foi lançado em 2010 para Android e iPhone. Ele foi um dos pioneiros no conceito de E-hailing.

Em 2010 e 2011, o Uber recebeu quase 50 milhões de dólares em investimentos feitos por investidores-anjo e venture capitalists.

Em 2012 a empresa expandiu os serviços para Londres e iniciou testes de incluir a requisição de táxis convencionais através do aplicativo em Chicago. No mesmo ano, passou a oferecer táxi aéreo por helicóptero entre a cidade de Nova Iorque e Hamptons por 3000 dólares.

Em 2015 o Uber recebeu uma nova rodada de investimento, da qual a Microsoft fez parte, o que fez seu valor de mercado subir a US$ 51 bilhões.

Em maio de 2019, próximo à sua oferta pública inicial, a Uber era avaliada em 120 bilhões de dólares por analistas de mercado. No dia 9 de Maio de 2019, a Uber iniciou a venda das suas ações na New York Stock Exchange, sendo avaliada em 82 bilhões de dólares.[4]Os motoristas Uber não cobram diretamente por carona, mas recebem uma remuneração diretamente da empresa, que observa na formação de seus preços a relação de oferta de motoristas conforme a demanda dos usuários e baseando-se também na duração e distância da corrida, o que permite uma alocação mais inteligente – e econômica – do transporte urbano, essa alocação inteligente é a base de lucros da empresa.[11] Atualmente, novas formas de mobilidade estão a ser estudadas, tais como serviço de transporte sem motorista[12] ou mesmo através de carros voadores.

Voltar ao Topo