Empregos

Transpetro volta a fechar encomenda com Estaleiro

A Transpetro confirmou nesta última quarta-feira que fechou um acordo com o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Pernambuco, para a construção de oito navios petroleiros, e o cancelamento da encomenda de outros sete. Originalmente, a subsidiária da Petrobras tinha encomendado junto ao estaleiro um total de 22 navios, dos quais sete já foram entregues e que faziam parte do programa de renovação da frota criado por Sérgio Machado, um dos delatores da da Operação Lava-Jato.

Segundo a Transpetro, o acordo foi fechado por meio de um Instrumento Particular de Transação Extrajudicial para (TEJ) para manter vigentes os contratos de três navios suezmax e cinco aframax. A estatal explicou que a construção dos suezmax estava em andamento e que o início da construção dos aframax está previsto para as próximas semanas. Pelo atual cronograma, a entrega das embarcações acontece até o fim de 2019.

Os sete navios cuja encomenda foi suspensa junto ao EAS são de posicionamento dinâmico (quatro suezmax e três aframax) e representa o encerramento das pendências contratuais existentes.

Segundo a Transpetro, 14 navios do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) já foram entregues e estão operando. Outros dez estão em fase de construção, dos quais três são agora renegociados com o EAS e quatro com o Vard Promar. Mais três navios serão entregues ainda este ano (dois pelo Vard Promar e um pelo EAS).

Segundo a Transpetro, existem estudos para a retomada de três embarcações que tiveram seus contratos com o Eisa Petro-Um rescindidos. A Transpetro rescindiu os contratos de oito navios de produtos (Eisa Petro-Um) e dois gaseiros (Vard Promar).
Voltar ao Topo