Energia

Tata Power cancela acordo de energia renovável com a Petronas

A companhia de energia indiana Tata Power já cancelou as negociações com a empresa de petróleo e gás malaia Petroliam Nasional Berhad (Petronas) sobre um investimento de quase US$ 2 bilhões em seu negócio de energia renovável.

Insiders disse ao Economic Times que a empresa decidiu encerrar as discussões depois que ambas as partes entraram na fase final de negociação de uma folha de termo vinculante.

Uma fonte disse: “Ambos os lados estavam focados em finalizar o acordo vinculativo. Foi nesse ponto que foi retransmitido que o conselho estava hesitante em prosseguir, pois sentia que melhores avaliações poderiam ser alcançadas através de uma oferta pública inicial (IPO).”

No ano passado, a subsidiária da Tata Power, Tata Power Renewable Energy (TPREL), iniciou conversações para levantar um investimento entre US$ 500 milhões e US$ 750 milhões para sua plataforma de energia renovável por meio de um fundo de investimento em infraestrutura proposto (InvIT).

A empresa esperava que esse movimento diminuísse sua dívida líquida de cerca de Rs360 bilhões (US$ 4,7 bilhões) para Rs250 bilhões (US$ 3,3 bilhões).

Diz-se que a Petronas concordou em fazer um investimento de Rs35 bilhões (US$ 466 milhões) a Rs38 bilhões (US$ 500 milhões) no InvIT por adquirir uma participação de 30% a 35% a um valor empresarial de US$ 2,5 bilhões.

Ao encerrar as negociações com a Petronas, a Tata Power está supostamente planejando uma oferta pública inicial do negócio de energia renovável.

Para isso, a empresa pretende criar outra entidade empresarial que se concentrará principalmente no desenvolvimento de projetos solares de telhado e estações de carregamento de veículos elétricos.

O cronograma de criação da entidade ainda não foi finalizado.

Voltar ao Topo