Benefícios

Tabela INSS 2021: veja como conferir e calcular alíquota mensal

auxílio-doença meu inss

Seja para o profissional CLT, quanto trabalhador autônomo, algo comum em todos os meses é a contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social. Se você quer consultar quanto cada pessoa vai pagar, entretanto, é necessário consultar a tabela do benefício em 2021.

O INSS é o órgão público responsável pelo pagamento da aposentadoria e outros benefícios aos trabalhadores brasileiros e demais segurados – como MEIs e contribuintes individuais.

Alguns benefícios previstos em lei são:

  • Aposentadoria por idade;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-doença;
  • Pensão por morte;
  • Salário-maternidade.

Para ter essa proteção, entretanto, é necessário estar inscrito no Regime Geral de Previdência Social e contribuir com um valor mensal ao benefício – que varia de acordo com o tipo de contribuinte

Tabela INSS 2021

A tabela  varia de acordo com a categoria do segurado. O valor é calculado pela “alíquota” – uma porcentagem.

Quem trabalha com carteira assinada ou é trabalhador avulso tem uma porcentagem do pagamento destinada ao benefício todos os meses pela contratante. Já quem se torna MEI já contribui ao pagar o DAS MEI mensalmente.

Confira abaixo:

Tabela INSS para Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso a partir de 1º de janeiro de 2021

Salário de contribuição Alíquota
Até R$ 1.100 7,5%
De R$ 1.100,01 a R$ 2.203,48 9%
De R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22 12%
De R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57 14%
Fonte: INSS

Tabela INSS para Contribuinte Individual e Facultativo 2021

Salário de contribuição Alíquota Valor
R$ 1.100 5% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição). Alíquota exclusiva do Facultativo Baixa Renda R$ 55,00
R$ 1.100 11% (não dá direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição). Alíquota exclusiva do Plano Simplificado de Previdência R$ 121,00
R$ 1.100 até R$  6.433,57 20% (dá direito a todos os benefícios previdenciários) Entre R$ 220,00 (salário mínimo) e R$ 1.286,71 (teto)

Como calcular o INSS sendo empregado, empregado doméstico ou trabalhador avulso?

Calcular o INSS sendo empregado, empregado doméstico ou trabalhador avulso não é tão simples quanto parece: o cálculo deve ser feito faixa a faixa, progressivamente, e somado no final.

Por exemplo:

Uma pessoa com salário de R$ 4 mil deverá calcular o valor do INSS em todas as faixas, considerando o limite de cada uma, e somar tudo – em vez de usar apenas a alíquota da última faixa (14%). Ficaria assim:

  • 1ª faixa: R$ 1.100 x 7,5% = R$ 82,50
  • 2ª faixa: (R$ 2.203,48 – R$ 1.100) x 9% = R$ 1.103,48 x 9% = R$ 99,31
  • 3ª faixa: (R$ 3.305,22 – R$ 2.203,49) x 12% = R$ 1.101,73 x 12% = R$ 132,20
  • 4ª faixa: (R$ 4.000 – R$ 3.305,23) x 14% = R$ 694,77 x 14% = R$ 97,26

Somando tudo (R$ 82,50 + R$ 99,31 + R$ 132,20 + R$ 97,26) ficaria R$ 411,27 de INSS.

Voltar ao Topo