Offshore

Statoil preparou-se para perfurar o poço selvagem do Mar do Norte

A Direcção Norueguesa do Petróleo (NPD) concedeu ao petrolífero Statoil uma autorização de perfuração para um poço selvagem no Mar do Norte.

O poço, designado 34 / 8-19 S, será perfurado da plataforma de perfuração do Deepsea Atlantic depois de concluir as operações de perfuração no campo Johan Sverdrup.

A NPD disse na segunda-feira que o programa de perfuração do poço se relaciona com a perfuração de um poço selvagem na licença de produção 120.

A Statoil é o operador com uma participação de propriedade de 53 por cento, enquanto os outros licenciados são a Petoro com uma participação de 30 por cento, ConocoPhillips Skandinavia com nove por cento, e Repsol Norge com os restantes oito por cento.

A NPD acrescentou que a área nesta licença consiste em uma parte do bloco 34/8 e que o poço seria perfurado a cerca de dez quilômetros a nordeste do campo de Visund.

A licença de produção 120 foi concedida em 1985 na licenciatura da rodada 10 A na plataforma norueguesa. Este será o décimo nono poço de exploração perfurado na licença.

Quanto à plataforma, o Deepsea Atlantic é uma plataforma de perfuração semi-submersível do tipo MODU GVA 7500. O semi-sub, operado pela Odfjell Drilling, foi concluído em 2009, registrado na Noruega, e classificado pela DNV GL.

A Statoil recentemente recebeu o  consentimento  do PSA para usar o Deepsea Atlantic para perfuração e conclusão de poços de produção no campo de Visund no exterior da Noruega.

O consentimento é para a conclusão dos poços de produção 34/8 D-2H e 34/8 D-4H / AH na parte norte do campo programado para começar no início de março e nos últimos 165 dias.

Voltar ao Topo