Energia

Siemens investe no desenvolvedor brasileiro de energia solar Brasol

A Siemens Financial Services, Inc., braço de private equity da central elétrica de energia e manufatura Siemens AG, anunciou hoje que adquiriu uma participação minoritária na desenvolvedora solar brasileira Brasol Participações e Empreendimentos SA (“Brasol”). A Brasol fornece soluções turn-key de energia solar como serviço para empresas em todo o Brasil por meio de um modelo de arrendamento financeiro.

O investimento da Siemens marca uma das maiores injeções de capital estrangeiro no setor de energia solar brasileiro até hoje. Apesar do impacto do COVID-19, a energia solar distribuída continuou a aumentar no Brasil até 2020 e espera-se que exceda 3 gigawatts (estimados em cerca de 3 $ bilhões) de projetos este ano. A abordagem da Brasol para fornecer energia solar como serviço anuncia uma ênfase crescente no uso de fontes de energia renováveis ​​no local por empresas comerciais e de manufatura.

O investimento da Siemens na Brasol ressalta o pivô da gigante da manufatura em serviços de energia e infraestrutura distribuída. Juntas, a Siemens e a Brasol planejam oferecer um amplo conjunto de soluções de energia como serviço para consumidores comerciais e industriais de energia, aproveitando a inteligência de dados para reduzir custos e riscos de energia.

Segundo David Taff, CEO da Siemens Participações, “O futuro do setor de energia distribuída vai girar em torno de dados. O próprio elétron acaba sendo uma mercadoria. Vejo um enorme potencial na proliferação de dados que surgem durante a geração e no momento do consumo, tanto na mitigação de riscos quanto na identificação de eficiências, gerando novas economias para os clientes e novas receitas para os investidores ”.

O modelo de energia como serviço da Brasol promete economia imediata de custos para seus clientes, sem que eles tenham que investir em equipamentos, instalação ou operação. “Esta é uma oportunidade sem precedentes para as empresas assumirem o controle de sua própria energia”, disse o sócio fundador e CEO da Brasol, Ty Eldridge. “Com este suporte financeiro e de engenharia da Siemens, estamos reconstruindo o modelo tradicional de concessionárias de energia para atingir custos mais baixos, maior resiliência e sustentabilidade mais ampla.”

Em parceria com a Brasol, a Siemens Smart Infrastructure contribuirá com ferramentas e serviços digitais baseados no MindSphere, uma plataforma de nuvem IOT aberta. A parceria vai explorar a digitalização para oferecer aos clientes maior economia e uma gama mais ampla de soluções de energia.

A Brasol tem se dedicado a elevar o padrão de geração distribuída de energia no Brasil, a partir da experiência de sua equipe executiva. A adoção dos Padrões da IFC, referência global para desenvolvimento de infraestrutura, é apenas uma parte de sua estratégia para fornecer o melhor serviço da categoria. “Estamos nos comprometendo a liderar a descentralização da rede energética do Brasil”, afirma o Fundador e CFO Jorge Tamariz. “Vemos a energia solar como o catalisador para um novo tipo de serviço público que atende melhor a todas as partes interessadas.”

“Varejistas, fabricantes, armazéns e outros grandes consumidores de energia podem se beneficiar de nossa solução solar como serviço”, concluiu David Betancur, fundador e COO da Brasol. “Agora, com a marca Siemens nos apoiando, nossos clientes podem ter mais confiança do que nunca em um futuro ensolarado.”
Voltar ao Topo