Notícias

Shell se une ao grupo de trabalho para enfrentar desafio do monitoramento de emissões de metano offshore

A gigante de petróleo e gás Shell juntou-se a um grupo multi-operadores que impulsiona a inovação para enfrentar o desafio do monitoramento das emissões de metano offshore.

Liderando essa inovação está a empresa de aviação não tripulada Flylogix, que ao lado dos especialistas em tecnologia de sensores de gás dos EUA SeekOps e apoiada pela OGTC, está operacionalizando a medição precisa das emissões de metano no ambiente offshore.

De acordo com o Centro de Tecnologia de Petróleo e Gás, com sede no Reino Unido, a abordagem usa um sistema aéreo não tripulado (UAS) operando além da linha visual de visão emparelhada com um sensor miniaturizado altamente sensível para coletar dados no campo.

Análises detalhadas pós-vôo permitem a tradução de dados em taxas de emissão. Essa tecnologia poderia apoiar os operadores na busca pela rede zero e no cumprimento de princípios de boas práticas para o gerenciamento de metano, como os descritos no quadro 2.0 da Oil and Gas Methane Partnership, disse a OGTC.

“Essa solução baseada em UAS para o desafio de monitoramento de emissões poderia oferecer vantagens significativas em custo, segurança, confiabilidade e responsabilidade ambiental sobre outras alternativas. Em 2020, uma série de testes foram implantados e provaram a tecnologia em todos os ativos da BP a oeste de Shetland.

Após mais um trabalho de desenvolvimento para otimizar os limites de detecção, a tecnologia está sendo testada em ativos do Norte, Central e sul do Mar do Norte operados por um amplo grupo que inclui bp, Total, Harbour Energy e Shell”, disse a OGTC.

Charles Tavner, presidente executivo da Flylogix, disse: “A tecnologia está no seu melhor quando é desenvolvida de mãos dadas com o usuário final – eles têm a melhor compreensão do problema. Temos o prazer de ter a Shell trazendo sua visão e perspectiva para o grupo, ajudando a impulsionar a inovação no monitoramento de emissões.”

Iain Cooper, CEO da SeekOps, disse: “O desenvolvimento colaborativo desta solução única de monitoramento e quantificação offshore beneficia muito a visão da Shell e o foco na redução de emissões.”

Rob Littel, gerente geral de redução de CO2 e tecnologia de medição de metano da Shell, disse: “Estamos muito satisfeitos em participar deste projeto. A abordagem colaborativa é inestimável para impulsionar a compreensão compartilhada de soluções tecnológicas inovadoras e apoiar o desenvolvimento de melhores práticas em todo o setor.”

Voltar ao Topo