Offshore

Sembcorp Marine fecha contrato offshore com Tupi BV

offshore

A Sembcorp Marine, por meio de sua subsidiária brasileira Estaleiro Jurong Aracruz (EJA), garantiu um contrato de aditamento com a Tupi BV no valor de cerca de US $ 175 milhões para as obras de modificação a serem concluídas no FPSO P-71.

A EJA foi anteriormente contratada para entregar a construção e integração dos módulos do FPSO P-71.

Projetado originalmente para o campo de Tupi, o FPSO P-71 agora passará por modificações e integração no EJA para implantação no campo de Itapu, disse a Sembcorp Marine na semana passada.

A saber, a Petrobras decidiu em outubro passado reatribuir o FPSO P-71 do campo de Tupi para o campo de Itapu, na costa do Brasil, em um esforço para focar em águas profundas e ultraprofundas. Com isso, foi cancelada a licitação para afretamento da plataforma que atenderia ao projeto Itapu.

Também foi acordado preparar um novo Plano de Desenvolvimento (PD) para o campo de Tupi, onde o FPSO deveria ser utilizado originalmente. A previsão é que o DP seja entregue à ANP em 2021.

O escopo de trabalho do EJA inclui a modificação dos sistemas existentes e a integração de sistemas adicionais à embarcação.

O P-71 é a sexta unidade de uma série projetada para operar na camada pré-sal. Medindo 316m de comprimento e 54m de largura, o FPSO P-71 é capaz de movimentar 150.000 barris de petróleo por dia e seis milhões de metros cúbicos padrão de gás natural em operação.

Tem capacidade de armazenamento de 1,6 milhão de barris de petróleo e pode acomodar 160 pessoas. A entrega da embarcação está prevista para o último trimestre de 2022.

Guhan Thangavelu , presidente da EJA disse: “Nosso EJA Yard, conhecido por ser um dos maiores e mais avançados estaleiros do Brasil para produtos e soluções offshore, está estrategicamente localizado na costa leste do Brasil para atender aos desenvolvimentos de campo no Atlântico, Golfo dos setores do México e da África Ocidental. Este projeto oferece uma oportunidade de mostrar as capacidades da EJA para realizar projetos de engenharia complexos e de grande escala com adaptação rápida de design e layout submarino superior ”.

“Agradecemos a Tupi BV e seus parceiros por escolherem a Sembcorp Marine e a equipe EJA para entregar mais um flutuador para aumentar seus ativos de classe mundial para implantação em águas profundas e ultraprofundas. Em meio aos desafios induzidos pela pandemia, continuamos comprometidos com a execução segura e oportuna do projeto ”.

Em setembro de 2019, a EJA entregou o novo FPSO P-68 para a Tupi BV, que atualmente está implantado nos campos de águas ultraprofundas de Berbigão e Sururu, na Bacia de Santos, no Brasil. A Petrobras iniciou a produção de petróleo e gás natural do campo de Berbigão em novembro de 2019.

Voltar ao Topo