Economia

Segundo Presidente regional do Fed, Economia pode precisar de apoio

A economia dos EUA perdeu impulso nas últimas semanas por causa do aumento de casos de coronavírus e isso pode exigir apoio fiscal mais sustentado para amortecer o golpe, disse um presidente regional do Fed.

“Achamos que a economia estava diante de um buraco e o estímulo colocou uma tampa sobre ele para que pudéssemos navegar,” disse Thomas Barkin, presidente do Federal Reserve Bank de Richmond, durante webinar realizado pelo Centro de Competitividade Econômica Regional na terça-feira. “Agora, a escalada do vírus pode transformar o buraco em um fosso e isso criaria a necessidade de uma tampa mais extensa”, disse, alertando para o risco de o Congresso dos EUA suspender os estímulos de forma abrupta.

O Comitê Federal de Mercado Aberto manteve os juros perto de zero em julho, depois de cortar as taxas em março em resposta à recessão causada pelo vírus, e se comprometeu a usar todas as ferramentas para apoiar a recuperação, as autoridades também disseram repetidamente que será necessário ajuda fiscal adicional.

“O ressurgimento do vírus nas últimas semanas reduziu claramente o ímpeto”, disse Barkin. “A trajetória da economia ainda depende do curso do vírus, obviamente, não foi detido pelo clima mais quente, infelizmente.”

Barkin disse que o cenário pode ficar mais claro nas próximas semanas, dependendo da evolução do vírus e da quantidade de apoio fiscal, “A escalada pode ser um impulso significativo para a confiança”, disse. “O caminho a seguir também depende da evolução do estímulo. O lado fiscal não é claro, como você sabe.”

Trabalhadores do setor de serviços com salários mais baixos rapidamente gastaram o dinheiro fornecido no pacote inicial, enquanto profissionais de colarinho branco pouparam, disse Barkin.

ajuda amenizou parte do impacto no crescimento econômico nos últimos meses, disse. Governos estaduais e locais seriam obrigados a fazer cortes sem apoio fiscal extra, afirmou.

Fonte: Bloomberg

Voltar ao Topo