Offshore

SBM Offshore financiará construção de FPSO que irá operar no campo de Mero

O fornecedor holandês de FPSO, SBM Offshore, destinou um empréstimo-ponte de US$ 600 milhões para o financiamento da construção do FPSO Sepetiba (antiga como Mero 2) determinado à atividades para a Petrobras.

A SBM Offshore divulgou que o empréstimo foi garantido pelo grupo de propósito específico que possui o FPSO Sepetiba e em acordo  com um consórcio de quatro bancos internacionais.

A Companhia é a proprietária majoritária desse grupo (64,5%), em parceria com a Mitsubishi Corporation (20%) e a Nippon Yusen Kabushiki Kaisha (15,5%).

O empréstimo será efetuado neste mês de julho, para financiar a construção em andamento do FPSO Sepetiba.

O período do empréstimo-ponte é de seis meses, com uma opção de extensão por mais seis meses.

A margem de juros média ponderada da instalação está estruturada com a margem esperada da linha de crédito rotativo de US$ 1 bilhão da SBM Offshore para o segundo semestre de 2020.

“O fechamento bem-sucedido dessa instalação de ponte demonstra a robustez do nosso modelo de financiamento, bem como a força do relacionamento de longa data da SBM Offshore com nossos bancos”, informou Bert-Jaap Dijkstra, tesoureiro do grupo SBM Offshore.

Voltar ao Topo