Notícias

Rio planeja segundo leilão de privatização do saneamento

leilão

O estado do Rio de Janeiro planeja um leilão em dezembro para partes de sua concessionária de água e saneamento, conhecida como Cedae, que não conseguiu encontrar comprador durante uma rodada anterior de licitações em abril, disse o governador na terça-feira.

No leilão de abril, o Rio privatizou com sucesso três das quatro concessões da Cedae que colocou à venda, com o estado arrecadando cerca de 22,7 bilhões de reais (US $ 4,4 bilhões).

Na nova rodada de licitações, o estado vai modificar a concessão não vendida, que é menos segura e mais rural do que os outros blocos, disse o governador Claudio Castro a jornalistas. Pelo menos nove municípios serão adicionados à concessão, que originalmente incluía sete municípios, no todo ou em parte.

“Os órgãos técnicos indicaram que (o leilão) será na primeira quinzena de dezembro e estou trabalhando com essa data em mente”, disse Castro.

Na rodada de licitações de abril, a operadora de saneamento Aegea, cujos investidores incluem a GIC de Cingapura e a holding local Itausa SA (ITSA4.SA) , ofereceu 15,4 bilhões de reais por dois blocos, enquanto a rival Igua Saneamento SA (IGSN3.SA) , cujos investidores incluem canadenses fundo de pensão CPPIB, pagou 7,3 bilhões de reais por uma das concessões.

($ 1 = 5,17 reais)

O estado do Rio de Janeiro planeja um leilão em dezembro para partes de sua concessionária de água e saneamento, conhecida como Cedae, que não conseguiu encontrar comprador durante uma rodada anterior de licitações em abril, disse o governador na terça-feira.

No leilão de abril, o Rio privatizou com sucesso três das quatro concessões da Cedae que colocou à venda, com o estado arrecadando cerca de 22,7 bilhões de reais (US $ 4,4 bilhões).

Na nova rodada de licitações, o estado vai modificar a concessão não vendida, que é menos segura e mais rural do que os outros blocos, disse o governador Claudio Castro a jornalistas. Pelo menos nove municípios serão adicionados à concessão, que originalmente incluía sete municípios, no todo ou em parte.

“Os órgãos técnicos indicaram que (o leilão) será na primeira quinzena de dezembro e estou trabalhando com essa data em mente”, disse Castro.

Na rodada de licitações de abril, a operadora de saneamento Aegea, cujos investidores incluem a GIC de Cingapura e a holding local Itausa SA (ITSA4.SA) , ofereceu 15,4 bilhões de reais por dois blocos, enquanto a rival Igua Saneamento SA (IGSN3.SA) , cujos investidores incluem canadenses fundo de pensão CPPIB, pagou 7,3 bilhões de reais por uma das concessões.

($ 1 = 5,17 reais)

O estado do Rio de Janeiro planeja um leilão em dezembro para partes de sua concessionária de água e saneamento, conhecida como Cedae, que não conseguiu encontrar comprador durante uma rodada anterior de licitações em abril, disse o governador na terça-feira.

No leilão de abril, o Rio privatizou com sucesso três das quatro concessões da Cedae que colocou à venda, com o estado arrecadando cerca de 22,7 bilhões de reais (US $ 4,4 bilhões).

Na nova rodada de licitações, o estado vai modificar a concessão não vendida, que é menos segura e mais rural do que os outros blocos, disse o governador Claudio Castro a jornalistas. Pelo menos nove municípios serão adicionados à concessão, que originalmente incluía sete municípios, no todo ou em parte.

“Os órgãos técnicos indicaram que (o leilão) será na primeira quinzena de dezembro e estou trabalhando com essa data em mente”, disse Castro.

Na rodada de licitações de abril, a operadora de saneamento Aegea, cujos investidores incluem a GIC de Cingapura e a holding local Itausa SA (ITSA4.SA) , ofereceu 15,4 bilhões de reais por dois blocos, enquanto a rival Igua Saneamento SA (IGSN3.SA) , cujos investidores incluem canadenses fundo de pensão CPPIB, pagou 7,3 bilhões de reais por uma das concessões.

($ 1 = 5,17 reais)

Voltar ao Topo