Empregos

Regulador do Brasil suspende operações em dois complexos de minas da Vale

O órgão regulador brasileiro determinou que a Vale suspendesse a atividade em seus complexos de Fábrica e Vargem Grande, informou a mineradora na quarta-feira, enquanto autoridades tentam reprimir a quebra da barragem no mês passado.

Em comunicado, a Vale informou que o regulador de mineração da ANM determinou a suspensão diante do possível fracasso de cinco barragens nas áreas de mineração no interior de Minas Gerais. No final de janeiro, uma barragem de rejeitos da mina de Corrego do Feijao, na Vale, falhou no mesmo estado, provavelmente matando mais de 300 pessoas.

Desde então, tanto as autoridades como as empresas de mineração intensificaram o escrutínio das chamadas barragens a montante, as quais foram sujeitas a múltiplos fracassos de alto perfil nos últimos anos.

Em um comunicado, a Vale disse que estava cumprindo a decisão do regulador, mas estava pedindo permissão ao órgão para desmantelar as barragens, enquanto continuava algumas operações na mina, “o que traria impactos limitados na produção”.

A mineradora não ofereceu uma estimativa de quanto a produção provavelmente seria perdida. No entanto, a empresa já havia planejado manter as operações em Fabrica via mineração a seco, o que elimina a necessidade de barragens a montante. A empresa estimou que o plano resultaria em 3 milhões de toneladas de produção perdida em 2019. (Reportagem de José Roberto Gomes; Redação de Gram Slattery).

Voltar ao Topo