Petróleo

Quarto leilão do pré-sal fortaleceu a Bacia de Campos

O quarto leilão do pré-sal, sob o regime de partilha de produção, foi realizado, no início desse mêse junho, no Rio, onde o Bloco Dois Irmãos, da Bacia de Campos, foi arrematado por um consórcio formado pela Petrobras (45%), BP Energy (30%) e Statoil Brasi O&G (25%). Com ágio zero e pagamento na assinatura de R$ 400 milhões, o bloco foi arrematado com a oferta de 16,43% da produção para a União – o mínimo exigido pelo edital.

A área de Dois Irmãos é de 1.414 quilômetros quadrados. A quarta rodada de partilha de produção reforçou o ressurgimento da Bacia de Campos, que passou por um processo de interrupção na oferta de áreas e volta como protagonista no futuro do desenvolvimento da indústria. A retomada da Bacia de Campos registra avanço desde o ano passado, quando foram realizadas a segunda e a terceira rodadas do pré-sal e a 14ª rodada de licitações de petróleo e gás no pós-sal.

Voltar ao Topo