Empregos

Quais são os salários que estão em alta no setor de petróleo e gás

Confira os salários atualizados em algumas das principais funções do setor offshore

Quando se fala em trabalhar embarcado em plataformas de petróleo e gás, muitos trabalhadores se interessam em seguir carreira no setor, devido a maior contratação em período de crise financeira e principalmente pelo fato dos salários do setor offshore serem até dez vezes maiores que se comparados ao exercício de funções idênticas em empregos convencionais, no continente.

Por isso, cada vez mais trabalhadores estão em busca de oportunidades em alto mar, mas nem sempre encontram as informações corretas e atualizadas quanto às remunerações no mercado atual. As principais informações sobre faixas salariais disponíveis, principalmente na internet, estão defasadas e se referem à expectativa de mercado nos anos de 2016 a 2018.

Encontrar tabelas de salários atualizados em setor de trabalho embarcado em plataformas é um pouco difícil, pois poucas empresas estão disponibilizando dados sobre o tema. Porém, sites como o Glassdoor ajudam muito para os interessados nas faixas salariais atualizadas. O ultimo levantamento feito pelo portal de pesquisas foi em maio deste ano, 2019, e contou com a parceria sigilosa de 84 funcionários da empresa Bram Offshore.

Os dados revelados pelo site confirmam o constante crescimento do setor de embarcações de petróleo e gás, que contrariando o cenário financeiro atual no país, manteve ou aumentou as faixas salariais, principalmente para cargos intermediários.

Salários atualizados no trabalho embarcado – Offshore
Entre 2016/18 os salários para profissionais de áreas menos remuneradas eram para os cargos de Homem de Área (Roustabouts) que ganhavam entre R$1.500,00 a R$4.000,00. Além disso, para o cargo de maior remuneração, Gerente de Operações da Plataforma (Senior), o teto salarial chegava a impressionantes R$50.000,00.
A profissão de maior salário em 2019 ficou para o cargo de Comandante, em que a remuneração mensal está entre 26 e 28 mil reais.

O Cargo de Gerente de Operações aparece sendo a de segunda maior remuneração, e tem em 2019 a estimativa salarial na Bram Offshore entre 23 e 25 mil reais mensais, não sendo informado se o cargo é de Operador Senior, cargo de maior salário.

Por isso não se pode afirmar que para esse cargo tenha ocorrido queda salarial, pois a remuneração depende diretamente do grau de experiência do operador, e a expectativa anterior de R$50.000,00 era para um profissional de carreira e experiência já solidificada.

Na carreira de Imediato foi onde a expectativa de remuneração mais subiu dentre os 3 anos. Em 2016/18 eram mínimos R$ 5.000 até máximos R$ 18.000. Atualmente, um Imediato está ganhando de R$22.000,00 a até R$24.000,00, um aumento expressivo para a profissão que ficou como a terceira melhor remunerada.

Para os cargos de Primeiro Oficial De Náutica, Oficial De Náutica, 2º Oficial De Máquinas, Segundo Oficial De Máquinas III, Coordenador De Operações, Oficial De Máquinas, 2º Oficial De Náutica, Gerente e Supervisor De Manutenção, os salários atualizados oscilam de 19/17 mil a cerca de 14 mil reais ao mês. Todas as carreiras também tiveram aumentos nos salários.

Vários outros cargos, principalmente de nível técnico, tiveram aumentos consideráveis segundo o Glassdoor. Um bom exemplo é o cargo de Cozinheiro. Se antes um Cozinheiro possuía expectativa salarial de no máximo R$4.000,00, agora, um profissional na mesma área pode ganhar até R$8.000,00, um aumento de 200% de 2016 para 2019.

O cargo de menor remuneração no trabalho offshore em 2019 segundo o Glassdoor, excluindo-se estagiários e jovens aprendizes que trabalham no continente, foi para a função de Técnico Eletrônico e Técnico em Segurança do Trabalho, ganhando até R$3.000,00, que mesmo sem aumentos expressivos de salários ainda apresentam médias salários excelentes se comparados a empregos convencionais.

Voltar ao Topo