Notícias

Produção de carvão da China atinge 9 meses de alta com o início de nova capacidade

A produção de carvão da China atingiu seu maior valor em nove meses em setembro, mostraram dados do governo nesta sexta-feira, impulsionados pela entrada em operação da nova capacidade de mineração no noroeste do país.Esperamos ver mais capacidade sendo liberada nos próximos meses, o que impulsionará ainda mais a produção de carvão na China.

A China recebeu autorização para uma série de grandes minas de carvão, enquanto tenta reduzir as preocupações com a escassez de combustível, em meio a uma repressão às minas antigas e a controles de emissões mais rigorosos.

As mineradoras produziram 306,01 milhões de toneladas de carvão no mês passado, um aumento de 3,2% em relação às 296,6 milhões de toneladas em agosto e de 5,2% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do National Bureau of Statistics (NBS).

A produção nos primeiros nove meses de 2018 do maior produtor mundial da commodity atingiu 2,59 bilhões de toneladas, um aumento de 5,1% em relação ao ano anterior.

“O aumento na produção de carvão não é surpreendente, já que a nova capacidade de mineração no noroeste foi liberada dentro do cronograma”, disse Cheng Gong, analista sênior de carvão da Zheshang Securities.

A produção de carvão da região da Mongólia Interior no mês passado saltou 11,3% em relação ao mesmo mês de 2017, enquanto a província de Shaanxi registrou um crescimento de 9,9%, segundo a NBS.

Até o final de junho, a China tem um total de 3,49 bilhões de toneladas de capacidade de mineração de carvão, enquanto outros 976 milhões de toneladas de capacidade ainda estão em construção, segundo dados da Administração Nacional de Energia.

Enquanto isso, o norte da China em breve ligará o aquecimento a carvão ou a gás, já que as temperaturas caem acentuadamente no período que antecede o inverno. A temporada oficial de aquecimento começa em 15 de novembro.

Os preços do carvão térmico de referência na Bolsa de Commodities de Zhengzhou subiram cerca de 6% desde o início de setembro.(Fonte).

Voltar ao Topo