Economia

Prejuízo da Braskem sobe para R$ 1,4 bilhão no 3º trimestre

O prejuízo líquido da Braskem (BRKM5) subiu para R$ 1,4 bilhão no terceiro trimestre deste ano, de acordo com o balanço financeiro divulgado pela companhia. No mesmo período de 2019, o valor estava negativo em R$ 888 milhões.

A receita líquida de vendas da companhia totalizou R$ 15,9 bilhões, alta de 20% em relação aos mesmo três meses do ano passado.

O Ebitda, valor de geração de caixa, recorrente totalizou R$ 3,7 bilhões, uma forte alta de 129%.

“No trimestre e em linha com a nossa estratégia de priorização ao atendimento do mercado brasileiro, a companhia superou 1.050 mil toneladas de resinas comercializadas no mercado doméstico, recorde trimestral histórico de vendas de resinas no Brasil”, afirmou a empresa.

Após a paralização de algumas unidades em função do coronavírus, a empresa afirmou que as unidades já voltaram a normalidade. “No terceiro trimestre, em função da recuperação da demanda por resinas no mercado brasileiro e da demanda de PP na América do Norte, a taxa de utilização das centrais petroquímicas no Brasil voltou à normalidade, assim como a taxa de operação das unidades industriais nos Estados Unidos”, completou a Braskem.

Voltar ao Topo