Petróleo

Preços do petróleo sobem com produção norte-americana atingida pela tempestade

Preços

Os preços do petróleo subiram hoje segunda-feira (22), com o lento retorno da produção de petróleo dos EUA, cortada pelas condições frias, servindo como um lembrete da situação de oferta restrita, assim como a demanda se recupera das profundezas da pandemia COVID-19.

O petróleo bruto Brent subiu $ 1,78, ou 2,85%, a $ 64,70 por barril. O West Texas Intermediate ganhou $ 1,89, ou 3,2%, para negociação a $ 61,13 por barril.

O clima anormalmente frio no Texas e nos estados das planícies forçou o fechamento de até 4 milhões de barris por dia (bpd) de produção de petróleo, juntamente com 21 bilhões de pés cúbicos de produção de gás natural, estimam analistas.

Os produtores de óleo de xisto na região podem levar pelo menos duas semanas para reiniciar os mais de 2 milhões de barris por dia (bpd) de produção de petróleo afetada, disseram fontes, à medida que tubos congelados e interrupções no fornecimento de energia retardam sua recuperação.

“Com três quartos das equipes de fracking paradas, a probabilidade de uma retomada rápida é baixa”, disse a ANZ Research em uma nota.

Pela primeira vez desde novembro, as empresas de perfuração dos EUA cortaram o número de plataformas de petróleo em operação devido ao frio e à neve que envolvem o Texas, Novo México e outros centros de produção de energia.

Os produtores de petróleo da OPEP + devem se reunir em 4 de março, com fontes dizendo que o grupo deve reduzir a oferta depois de abril devido à recuperação dos preços, embora qualquer aumento na produção seja provavelmente modesto devido à incerteza persistente sobre a pandemia.

“A Arábia Saudita está ansiosa para buscar preços ainda mais altos para cobrir suas despesas de equilíbrio social em cerca de US $ 80 o barril, enquanto a Rússia está fortemente focada em desfazer os cortes atuais e voltar à produção normal”, disse o analista-chefe de commodities do SEB, Bjarne Schieldrop.

Voltar ao Topo