Petróleo

Preços do petróleo caem por estoques nos EUA e dúvidas sobre cortes de oferta

Petróleo

Os preços do petróleo caíam nesta quinta-feira, em meio a dúvidas sobre a capacidade de produtores chegarem a um acordo para prorrogar cortes recorde de oferta e à alta nos estoques de combustíveis nos Estados Unidos.

O petróleo Brent recuava 0,15 dólar, ou 0,38%, a 39,64 dólares por barril, às 9:37 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,37 dólar, ou 0,99%, a 36,92 dólares por barril.

Seria a primeira queda do Brent em seis sessões.

A Arábia Saudita e a Rússia, dois dos maiores produtores globais, concordaram em apoiar uma prorrogação até julho de restrições de oferta que somam 9,7 milhões de barris por dia, fechadas entre a Opep e seus aliados, o grupo conhecido como Opep+.

Mas os países não conseguiram agendar uma reunião da Opep+ nesta quinta-feira para discutir os cortes. Fontes afirmam que isso dependeria de cortes maiores dos países que não têm cumprido suas metas até o momento.

Também pesaram sobre os preços dados oficiais dos EUA que mostraram que os estoques de gasolina cresceram em 2,8 milhões de barris, quase o triplo do esperado por analisas. Estoques de destilados avançaram em 9,9 milhões de barris, quase quatro vezes mais que o esperado.

Voltar ao Topo