Petróleo

Preços do petróleo caem devido excesso de oferta em meio ao Covid-19

Os preços do petróleo caíram devido às preocupações devido ao excesso de oferta e à crise econômica causada pelo surto de coronavírus (Covid-19), combinado para reduzir o apoio aos cortes na produção de alguns grandes produtores.

Os contratos futuros de petróleo no oeste do Texas intermediário (WTI) caíram US $ 0,17, ou 0,7%, para US $ 24,57 por barril, às 0431 GMT, enquanto os contratos futuros de petróleo Brent LCOc1 caíram 29 centavos, ou 0,9%, para US $ 30,68 por barril, informou a Reuters.

Os contratos futuros de Brent e WTI testemunharam ganhos nas últimas duas semanas, quando os países começaram a diminuir as restrições de bloqueio.

Os investidores estão preocupados que o alívio das restrições de bloqueio por mais alguns países para apoiar os preços do petróleo possa trazer de volta as infecções por coronavírus no nordeste da China e na Coréia do Sul.

Analistas do Goldman Sachs disseram que ainda há preocupação de que a demanda continue fraca no próximo ano.

A demanda por petróleo em todo o mundo caiu cerca de 30%, com o surto de vírus restringindo o movimento em todo o mundo. Isso viu um enorme acúmulo de inventários em todo o mundo.

Além disso, o receio de que o maior produtor de petróleo dos EUA esteja ficando sem espaço de armazenamento desencadeou os preços do WTI em valor negativo no mês passado . Isso levou alguns dos produtores americanos a reduzir a produção.

O gerente sênior de risco da Mitsubishi Tokyo, Tony Nunan, foi citado pela agência de notícias como tendo dito: “As pessoas ficam surpresas com a rapidez com que os EUA estão fechando a produção e é exatamente isso que precisamos para suportar os preços.

“Ainda faltam dez dias para o vencimento do contrato de junho … se o contrato do WTI puder evitar que um acidente entre em vencimento, esperamos ter visto o fundo”.

Voltar ao Topo