Mercado

PIB dos EUA, dados da receita brasileira e teto do ICMS sobre energia e combustível

Os índices futuros de Nova York e da Europa operam próximos da estabilidade, enquanto os mercados asiáticos fecharam com sinais diferentes na manhã desta quinta-feira (26).

Os investidores estão ecoando os últimos sinais do Federal Reserve (Fed) em relação aos aumentos das taxas de juros dos EUA.

O destaque vai para a leitura final do PIB do primeiro trimestre dos EUA (9h30), que apresentou queda anualizada de 1,4% na preliminar anterior. Os dados podem influenciar as expectativas para a economia, após a ata da última reunião do Fed manter o otimismo em relação ao crescimento, sem falar no risco de recessão ou de um aperto mais agressivo dos juros.

Atenção também aos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA (9h30). O consenso da Refinitiv aponta para 215.000 solicitações.

No Brasil, a Eletrobrás pode lançar nesta quinta-feira o registro de sua oferta de ações na CVM e na SEC, enquanto o Conselho de Administração da Petrobras decidiu adiar a convocação de uma AGE.

A Câmara aprovou na noite de ontem (25) um texto básico de um projeto que limita o ICMS sobre combustíveis e energia.

Em termos de indicadores, são divulgados os números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) de abril. O Itaú acredita que o emprego no setor privado continua avançando no Brasil e se os números confirmarem isso, será o quarto mês consecutivo do Caged em território positivo. Fique atento também aos dados da coleta de abril.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Os índices futuros dos EUA operam estáveis ​​nesta quinta-feira (26), com investidores digerindo a ata da última reunião do Fomc e projeções decepcionantes da Nvidia, referência econômica no setor de tecnologia.

As ações da fabricante de chips caíram quase 7% no mercado de reposição depois que a empresa divulgou uma orientação mais fraca do que o esperado para o segundo trimestre. O CFO da empresa disse que a Nvidia desaceleraria as contratações.

Da mesma forma, as ações do software Snowflake caíram quase 14% depois que a orientação de margem operacional da empresa veio mais estreita do que o esperado.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Futuros Dow Jones (EUA), +0,18%
  • Futuros S&P 500 (EUA), +0,07%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,26%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam sem direção única, com o Banco da Coréia anunciando o segundo aumento consecutivo das taxas de juros.

Ainda no radar do continente estão as declarações do primeiro-ministro Li Keqiang sobre a estabilização da economia.

“Devemos nos esforçar para garantir um crescimento econômico razoável no segundo trimestre, reduzir a taxa de desemprego o mais rápido possível e manter as operações econômicas dentro de um intervalo razoável”, disse o primeiro-ministro à agência de notícias oficial Xinhua na quarta-feira.

  • Xangai SE (China), +2,41%
  • Nikkei (Japão), +1,75%
  • Índice Hang Seng (Hong Kong), +4,01%
  • Kospi (Coreia do Sul), +1,03%

Europa

Os mercados europeus também operam perto da estabilidade nesta manhã (26), com os investidores digerindo os sinais da ata da última reunião do Fomc sobre o aperto monetário.

A negociação cautelosa de ações europeias segue um fechamento mais alto na quarta-feira, com os mercados globais tentando se recuperar de uma retração generalizada na sessão anterior.

Nesta data, o Banco Central da Rússia cortou sua principal taxa de juros de 14% para 11%, citando uma desaceleração da inflação e a recuperação do rublo. Após uma reunião extraordinária, os formuladores de políticas optaram por outro corte de 300 pontos-base, o terceiro do Banco desde o aumento da taxa de emergência de 9,5% para 20% após a invasão da Ucrânia pela Rússia e a imposição de sanções. para o país.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,05%
  • DAX (Alemanha), +0,49%
  • CAC 40 (França), +0,71%
  • FTSE MIB (Itália), +0,21%

commodities

Os preços do petróleo subiram na quinta-feira, com sinais de oferta apertada, enquanto a União Europeia (UE) discute planos com a Hungria para proibir as importações da Rússia, o segundo maior exportador de petróleo do mundo, depois de invadir o país. Ucrânia.

  • Petróleo WTI, +0,68%, a US$ 106,08 o barril
  • Petróleo Brent, com alta de 1,09%, a US$ 108,76 o barril
  • Minério de ferro negociado na Bolsa de Dalian subiu 4,19% para 869,50 yuans, equivalente a US$ 131,95

Bitcoin

  • Bitcoin, -0,53% em $ 39.439,32 (de 24 horas atrás)

2. Cronograma

Para hoje (26) estão previstos os números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) de abril. O Itaú acredita que o emprego no setor privado continua avançando no Brasil e se os números confirmarem isso, será o quarto mês consecutivo do Caged em território positivo. O Bradesco também acredita em forte equilíbrio de contratações no mercado de trabalho formal.

“Na série livre de influências sazonais, devemos observar contratação líquida de aproximadamente 200 mil trabalhadores”, projeta o Bradesco.

Brasil

Enquete Eleitoral – Datafolha

INCC-M mensal

Abril Caged

Campos Neto participa da primeira sessão da reunião do Comitê de Estabilidade Financeira do Banco Central (Comef)

 Guedes participa de coletiva de imprensa em Davos

Receita Federal de abril, consenso da Refinitiv aponta arrecadação de R$ 186,9 bilhões

EUA

9h30: Pedidos de subsídio de desemprego semanal, o consenso da Refinitiv aponta para 215.000 pedidos

9h30: Segunda estimativa do PIB do 1º trimestre; Consenso Refinitiv aponta retração de 1,3%

9h30: Índice de preços PCE trimestral

3. Câmara aprova projeto que limita ICMS sobre combustíveis e energia

A Câmara aprovou nesta quarta-feira o teto de 17% do ICMS sobre energia elétrica, combustíveis e gás natural. A proposta foi aprovada com amplo apoio – 403 votos a favor, 10 contra e 2 abstenções.

Para diminuir a resistência à medida, os deputados colocaram um gatilho temporário para indenizar estados e municípios quando a queda na arrecadação total ultrapassar 5%. Essa compensação será feita, se necessário, por meio do abatimento da dívida dessas entidades com a União. O texto ainda precisa ser aprovado pelo Senado.

Bolsonaro sanciona Pronampe

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou ontem, em cerimônia no Palácio do Planalto, o projeto de lei que cria novas regras para o Programa Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Pronampe).

A proposta sancionada autoriza a utilização de recursos já aportados pela União no Fundo de Garantia das Operações (FGO), que abastece o Pronampe, até 31 de dezembro de 2024, definindo o prazo de devolução dos recursos não utilizados até 2025. A estimativa é de R$ 50 bilhões podem ser emprestados em uma nova fase do programa.

Reforma tributária

O Senado discute nos bastidores ajustes da proposta de reforma do Imposto de Renda como forma de destravar as discussões na Câmara, informa o Valor. Uma das mudanças possíveis é reduzir a tributação dos dividendos dos 15% aprovados na Câmara para 10%, excluindo as empresas do Simples e as empresas de lucro presumido com faturamento de até R$ 4,8 milhões.

Programa Casa Verde e Amarela

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) confirmou ao Estadão que está a preparar um pacote de medidas para reequilibrar o programa habitacional Casa Verde e Amarela, que sofreu uma quebra brusca nas contratações devido ao aumento dos custos de construção. O MDR informou que haverá aumento imediato dos subsídios, entre 12,5% e 21,4%, além de uma série de ajustes nas condições de financiamento na sequência, como parte de um conjunto de esforços para restabelecer o poder de compra das famílias . grupos de média e baixa renda atendidos pelo programa. O teto para subsídios será mantido em R$ 47,5 mil.

4. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras assinou um contrato no dia anterior com a Grepar Participações, veículo corporativo de propriedade conjunta da Grecor Investimentos em Participações, Greca Distribuidora de Asfaltos e Holding GV Participações, para a venda da refinaria Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (LUBNOR) pelo valor de US$ 34 milhões.

A estatal informou ainda que a nomeação de Caio Mario Paes de Andrade, atual secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, para a presidência da empresa será submetida ao processo de governança interna, visando a análise dos requisitos legais e posterior manifestação. do Comitê de Pessoas.

Porque Ferreira Coelho foi eleito pelo sistema de voto múltiplo na Assembleia Geral Ordinária de 13 de abril de 2022, e a sua destituição, se aprovada na AGE, implicaria a destituição dos restantes membros do Conselho eleitos pelo mesmo processo. Assim, o Governo precisa enviar indicações dos outros 7 membros ao Conselho.

A estatal não informou uma data para a reunião.

Eneva (ENEV3)

A Eneva (ENEV3) informou que assinou contrato de dez anos com a Suzano (SUZB3) para fornecimento de gás natural liquefeito (GNL) para instalações industriais localizadas na cidade de Imperatriz, no Maranhão, com investimento estimado de R$ 530 milhões. O fornecimento comercial está previsto para o primeiro semestre de 2024.

Carrefour (CRFB3)

O Carrefour (CRFB3) confirmou a aprovação da compra do Big Group pelo Cade e avaliou que os remédios determinados “estavam em um nível significativamente inferior” ao mencionado na declaração de complexidade da Superintendência do colegiado, que sugeria o desinvestimento de cerca de 10% das lojas do Grande Grupo.

O Acordo de Controle de Aquisição (ACC) hoje estipulado prevê que 14 lojas, sendo 11 hipermercados/atacados e três supermercados/lojas soft discount, devem ser alienadas após o fechamento da transação, o que representa aproximadamente 3,6% do total de lojas e 6% da receita do Grupo Big em 2021.

Voltar ao Topo