Óleo e Gás

PetroRio vende participação em grande campo de gás offshore do Brasil

A empresa de petróleo e gás PetroRio assinou documentos vinculativos com a Gas Bridge relativos à venda dos 10 por cento de participação detida pela empresa no campo de gás Manati operado pela Petrobras localizado na costa do Brasil.

A PetroRio disse nesta quinta-feira que o valor total da transação foi de R $ 144,4 milhões (US $ 25,97 milhões) e inclui o repasse de todo o passivo da empresa no campo, incluindo sua participação no abandono.

A transação depende de condições precedentes, entre as quais o sucesso da Gas Bridge na aquisição da operação da Petrobras em Manati.

O negócio compreende uma parcela fixa de R $ 124,4 milhões e um earn-out de R $ 20 milhões, sujeito a certas aprovações regulatórias subsequentes relacionadas ao campo.

A data de efetivação da venda é 31 de dezembro de 2020, continuando a empresa a ter direito à geração de caixa do campo até essa data.

A PetroRio disse que esta mudança faz parte da sua estratégia de geração de valor através da gestão dinâmica da sua carteira de ativos e reforça o seu enfoque nos ativos operados que constituem o núcleo do seu negócio.

Localizado na Bacia de Camamu-Almada, a 65 km de Salvador, o campo de Manati é um dos maiores produtores de gás não associados do Brasil, fornecendo cerca de 30 por cento da demanda de gás do Nordeste do país.

O campo é operado pela Petrobras e a PetroRio ganhou sua participação de 10 por cento que agora está vendendo após concluir a compra da Brasoil em 2016.

O projeto de Manati inclui uma plataforma fixa de produção, estação de compressão de gás e uma estação de tratamento de gás natural. Tudo conectado por um gasoduto de 125 km.

O campo entrou em operação em 2009 e sua produção média em 2019 foi de 105 bpd de condensado e 1.269 mil m3 / dia de gás, por meio da plataforma fixa PMNT-1, que envolve uma estrutura submarina composta por seis poços produtores de gás.

Vale ressaltar que a Petrobras iniciou a fase de divulgação da oportunidade ( teaser ), referente à venda da totalidade de sua participação de 35 por cento no campo de Manati no início de maio de 2020.

A fase de venda da participação não vinculativa teve início no início de junho e a fase de vinculação em agosto.

A Gas Bridge também já havia entrado em acordo com a Enauta para adquirir a totalidade de sua participação de 45 por cento no campo de Manati. O acordo foi assinado em agosto de 2020 e está previsto para ser fechado até 31 de dezembro de 2021.

Voltar ao Topo