Offshore

PetroRio compra plataforma semissubmersível por um dólar

A PetroRio informou nesta segunda-feira que assinou um acordo com a Ventura para a aquisição, por US $ 1,00 (um dólar), da plataforma Atlantic Zephyr .

A Ventura Petróleo SA é subsidiária da Petroserv Marine e é responsável pelas operações de perfuração e produção das unidades da empresa no Brasil.

A plataforma Atlantic Zephyr é uma plataforma semi-submersível ancorada adequada para intervenções e completações em poços com lâmina d’água de até 300m. Foi construído em 1973.

A PetroRio explicou que o objetivo desta aquisição é reduzir custos operacionais e aumentar a eficiência do campo de Tubarão Martelo por meio de uma redução significativa do tempo de resposta a eventuais paralisações de poços.

Essa estratégia visa replicar o modelo de sucesso do campo de Polvo, que alcançou recordes de eficiência e retorno dos investimentos, devido à sonda acoplada à plataforma.

A plataforma deve adicionar custos operacionais e de manutenção anuais de cerca de US $ 3 milhões e evitará a contratação de plataformas de terceiros para intervenções de campo.

Segundo a PetroRio, a profundidade da água do campo exige sondas ancoradas, que têm disponibilidade limitada no Brasil e podem levar vários meses para serem implantadas.

Esta aquisição permitirá que os workovers sejam realizados em 60 a 70 dias, a um custo de aproximadamente $ 9 milhões, que é mais de 40 por cento menos do que o custo de um workover realizado com uma plataforma alugada.

PetroRio: conversão do financiamento Prisma

A PetroRio também assinou um acordo com a Prisma Capital para a conversão do empréstimo-ponte de US $ 100 milhões em um contrato de financiamento de longo prazo, estendendo assim as datas de amortização da dívida.

O objetivo do financiamento era fornecer parte dos recursos para as aquisições do FPSO OSX-3 e do campo de Tubarão Martelo e já havia previsto a prorrogação desse prazo, aguardando a adequação da garantia e mantendo a mesma taxa de juros.

Para lembrar, a PetroRio em agosto de 2020 iniciou a produção de um novo poço no campo de Tubarão Martelo , que está localizado no offshore do Brasil. O início da produção do poço fez parte de uma campanha de revitalização do campo.

O contrato de financiamento de longo prazo mantém o principal em aberto e define as amortizações em QUATRO tranches iguais de $ 25 milhões em julho de 2021, janeiro de 2022, julho de 2022 e janeiro de 2023.

A incorporação do campo de Tubarão Martelo, aprovada pela ANP em agosto de 2020, foi mais um passo importante na estratégia da empresa de aquisições, racionalização de custos e redesenvolvimento de ativos.

A próxima etapa do cluster será o tieback entre os campos de Polvo e Tubarão Martelo. Isso acontecerá em meados de 2021 e resultará em melhorias significativas nos custos operacionais da PetroRio.

Voltar ao Topo