Notícias

Petróleo reduz perdas, mas custo do frete, na máxima de 11 anos, preocupa

Os preços do petróleo reduzem suas perdas nesta terça-feira em Londres e em Nova York. Os contratos futuros de petróleo Brent para dezembro recuam 0,54%, a US$ 59,03 por barril. Em Nova York, os contratos futuros para novembro do WTI perdem 0,71%, a US$ 53,21 por barril.

Os dados econômicos fracos e o sentimento pessimista sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China pesam nos preços da commodity, com os traders também citando o custo crescente do frete de petróleo em todo o mundo como uma preocupação relevante.

Os preços de remessa do petróleo subiram para o maior patamar em 11 anos nos últimos dias, após a grande transportadora marítima chinesa chinesa Cosco entrar em uma “lista negra” dos EUA.

“Estamos vendo os preços do frete impactando os mercados de produtos agora e isso certamente está repercutindo”, disse Edward Marshall, da Global Risk Management.

Investidores aguardam agora a divulgação dos dados de estoques de petróleo bruto e de derivados nos EUA, pelo Instituto Americano de Petróleo (API), às 17h30.

Voltar ao Topo