Petróleo

Petróleo opera no menor nível em 18 anos com perspectiva de contração global

A perspectiva crescente de contração da economia global, na esteira do avanço do novo coronavírus, pressiona fortemente os preços das commodities nesta segunda-feira, em particular o petróleo.

Os contratos futuros de petróleo caíram para o nível mais baixo em mais de 18 anos, pesando sobre as ações dos produtores de petróleo e gás e pressionando as ações da Europa e da Ásia.

Por volta de 7h30, os contratos futuros para maio do petróleo bruto WTI recuavam 4,74% em Nova York, cotados a US$ 20,49, tendo caído brevemente abaixo de US$ 20 por barril pouco antes. Em Londres, o Brent para maio caía 7,78%, a US$ 22,99 o barril, estendendo sua queda este ano para mais de 60%.

“Do ponto de vista técnico, o preço agora está oscilando entre o valor significativo de US$ 20 e o suporte de US$ 20,50, que é o valor mais baixo alcançado nas últimas semanas. Uma queda clara abaixo de US$ 20 abriria espaço para novos declínios em meio a tendência forte de baixa”, disse Carlo Alberto De Casa, analista-chefe da ActivTrades.

A Casa Branca anunciou no domingo que estendeu suas diretrizes de distanciamento social até o fim de abril. A medida marca uma mudança de postura do presidente Donald Trump, que havia dito que esperava diminuir as restrições nos próximos dias para limitar o dano econômico. O fim do primeiro trimestre, na terça-feira, também testará a capacidade de muitas empresas de pagar suas contas. Enquanto isso, os traders estão se preparando para novas restrições de liquidez em alguns mercados financeiros, já que os investidores fazem um balanço das carteiras e os bancos avaliam seus balanços patrimoniais no fim de março.

Os preços do petróleo americano sofreram pressão renovada à medida que as restrições à atividade comercial na maioria das economias – combinadas com a ameaça de níveis elevados de produção da Arábia Saudita e da Rússia – aumentavam a perspectiva de uma queda mais longa nos mercados de combustíveis.

Em outro sinal de cautela dos investidores, o rendimento do Treasury de 10 anos, um título que é visto como principal ativo de segurança para os agentes, caiu para 0,634%, segundo a Tradeweb, de 0,744% na sexta-feira.

Voltar ao Topo