Petróleo

Petróleo cai com investidores de olho na votação da UE sobre proibição do petróleo russo

Os preços do petróleo caíram no início do comércio asiático nesta segunda-feira, com os investidores de olho nas negociações na União Europeia sobre um embargo de petróleo russo que deve apertar a oferta global.

O petróleo Brent caiu 67 centavos, ou 0,6%, para US$ 111,72 por barril às 0002 GMT, enquanto o petróleo West Texas Intermediate estava em US$ 109,02 por barril, uma queda de 75 centavos, ou 0,7%.

Na semana passada, ambos os contratos subiram pela segunda semana consecutiva devido a preocupações com o fornecimento, depois que a Comissão Europeia propôs um embargo gradual ao petróleo russo como parte de seu pacote de sanções mais duro até agora sobre o conflito na Ucrânia. A proposta requer uma votação unânime entre os membros da UE.

O vice-primeiro-ministro da Bulgária disse na noite de domingo que o país vetará as sanções da UE contra a Rússia se não obtiver uma derrogação do embargo proposto.

A Comissão Europeia propôs na sexta-feira mudanças em seu embargo planejado ao petróleo russo para dar à Hungria, Eslováquia e República Tcheca mais tempo para mudar seus suprimentos de energia, disseram fontes da UE.

“As conversas continuarão amanhã, também na terça-feira, pode ser necessária uma reunião dos líderes para concluí-las. Nossa posição é muito clara. Se houver uma derrogação para alguns dos países, queremos obter uma derrogação também”, Vassilev disse à televisão nacional BNT.

Os mercados financeiros globais também estão sobrecarregados por preocupações com aumentos das taxas de juros, possível recessão e impacto dos bloqueios da COVID-19 na China na segunda economia do mundo.

Enquanto isso, a Arábia Saudita, maior exportador de petróleo do mundo, reduziu os preços do petróleo para a Ásia e a Europa para junho no domingo.

Voltar ao Topo