Petróleo

Petrobras vende refinaria RLAM para Mubadala e adia venda REPAR

A petrolífera estatal brasileira Petróleo Brasileiro SA disse na segunda-feira que concordou em vender sua refinaria RLAM para a Mubadala Capital de AbuDhabi por US $ 1,65 bilhão, sujeito à aprovação regulamentar.

A Petrobras, como é conhecida a empresa, também disse que não venderia sua refinaria REPAR, no sul do Paraná, na atualidade, por considerar os lances muito baixos. Não foi elaborado mais, mas disse, sem dar um cronograma, que iniciará um novo processo de vendas para REPAR.

A Reuters informou anteriormente que tanto a Ultrapar Participações SA quanto a Raízen, uma joint venture entre a Royal Dutch ShellPLC e a produtora brasileira de etanol Cosan SA, haviam feito uma oferta pela REPAR.

Pelas regras antitruste, como a Petrobras escolheu a Ultraparto para liderar as negociações para a venda de sua refinaria REFAP no estado de Rio Grande do Sul, na mesma região da REPAR, sua única opção seria vender a REPAR para outro concorrente, neste caso a Raízen.

A Petrobras disse que está em curso o processo de desinvestimento da REFAP, bem como de outras cinco refinarias, nomeadamente RMAN, RNEST, REGAP, LUBNOR e SIX.

Voltar ao Topo