Petróleo

Petrobras vai paralisar atividades de 16 sondas da Braserv e 900 trabalhadores serão demitidos

A direção da Petrobras vai paralisar as atividades de 16 sondas da empresa Braserv, localizadas nos campos terrestres de petróleo da Bahia e de Sergipe. Com isso, aproximadamente 900 trabalhadores e trabalhadoras serão demitidos.

Em plena pandemia da covid-19 e em meio à uma grave crise econômica e sanitária no país, a medida da Petrobras, que já seria grave em época de normalidade, ganha uma proporção ainda maior.

Além da demissão de centenas de pais e mães de família, a paralisação das sondas trará um grande impacto para os municípios produtores de petróleo que sofrerão com a redução da arrecadação de impostos. Só o município de Alagoinhas, na Bahia, onde fica localizada a sede da Braserv, vai perder R$ 6 milhões por ano de arrecadação.

A Braserv deixará de operar de forma definitiva em Sergipe e no Rio Grande do Norte, ficando apenas com duas sondas em operação, uma na Bahia e outra no Amazonas. Das 18 sondas, a empresa ficará com apenas duas em atividade.

Voltar ao Topo