Óleo e Gás

Petrobras vai oferecer contratos de gás natural atrelados a benchmark norte-americano

A produtora de petróleo controlada pelo Estado brasileiro Petróleo Brasileiro SA (PETR4.SA) disse na segunda-feira que adicionará a referência de preços de gás natural dos EUA como uma opção para contratos de vendas futuras com distribuidores.

A mudança ocorre no momento em que o maior produtor de petróleo e gás da América Latina tenta estimular a demanda local por sua crescente produção de gás natural e enquanto o governo se esforça para reduzir os preços domésticos do gás natural.

A Petrobras, como é conhecida a empresa carioca, passará a oferecer contratos lastreados no preço-referência norte-americano Henry Hub, além de contratos indexados ao benchmark internacional do petróleo Brent, informou a empresa em comunicado.

O preço do índice Henry Hub atenderá à demanda do cliente por um benchmark mais estável e previsível, disse.

“Henry Hub é muito barato e menos volátil do que outros benchmarks”, disse Jason Feer, chefe global de Business Intelligence da empresa de consultoria Poten & Partners. “O risco para a Petrobras seria comprar ou produzir gás em um índice mais caro e volátil, mas vender por um mais barato.”

A Petrobras visa reduzir a volatilidade dos preços do gás natural no Brasil – amplamente utilizado para cozinhar e geração de energia – ao mesmo tempo que se alinha aos preços internacionais. A nova fórmula ainda deve ser negociada com os clientes, disse a Petrobras.

Em fevereiro, o presidente Jair Bolsonaro demitiu o então CEO da Petrobras, Roberto Castello Branco, por causa de uma disputa sobre preços. Bolsonaro prometeu reduzir os custos de combustível para os consumidores.

Henry Hub é o ponto de fixação de preços para futuros de gás natural na Bolsa Mercantil de Nova York. Também desempenha um papel na definição de preços para projetos de gás natural liquefeito (GNL) dos EUA.

Ele foi negociado entre US $ 1,50 a US $ 3,30 por milhão de unidades térmicas britânicas (mmBTU) no ano passado.

A Petrobras usará o índice de preços de Henry Hub em chamadas públicas para distribuidores locais de gás, sozinha ou como parte de contratos híbridos HH-Brent, disse.

“O mercado de gás natural no Brasil está se abrindo, incentivando a competição”, disse a Petrobras em nota. As mudanças permitirão que os clientes gerenciem melhor as carteiras de compra de gás por meio de índices de preços e termos contratuais, disse.

A carteira de contratos ofertada permitirá aos clientes atender ao consumo sazonal com prazos de contratação mais flexíveis, de seis meses a quatro anos, disse a empresa.

Voltar ao Topo