Petróleo

Petrobras suspende expedição pelo Estreito de Ormuz

A Petrobras anunciou nesta quarta-feira que vai parar temporariamente de enviar seus navios-tanque pelo Estreito de Ormuz devido às tensões entre o Irã e os Estados Unidos.

A empresa disse que tomou a decisão após realizar uma avaliação de risco com a marinha.

Ele insistiu, no entanto, que o fornecimento de petróleo no Brasil fosse garantido e não seria afetado pela suspensão.

A Petrobras também disse que não prevê um aumento no preço de seus derivados devido às tensões regionais.

Um dos pontos de trânsito mais congestionados do mundo, conecta os produtores de petróleo do Golfo com os mercados da Ásia, Europa e América do Norte.

As tensões estão altas após o ataque de drones dos EUA na semana passada, que matou o general iraniano Qasem Soleimani em Bagdá, e os comerciantes estão preocupados com o fato de Teerã tentar bloquear o estreito.

Depois que Soleimani foi morto, o governo do presidente de direita do Brasil, Jair Bolsonaro, disse que apoiava o presidente dos EUA, Donald Trump “em sua luta contra o flagelo do terrorismo”.

Em resposta, o governo iraniano convocou os encarregados de negócios brasileiros em Teerã. O Ministério das Relações Exteriores do Brasil disse que a reunião foi cordial.

Voltar ao Topo