Offshore

Petrobras sai do campo de petróleo offshore da Lapa

petrobras

A Petrobras vendeu sua participação remanescente no campo de petróleo offshore da Lapa, na Bacia de Santos, no Brasil, para a petroleira francesa TotalEnergies.

A petroleira brasileira disse quarta-feira que o negócio foi concluído com o pagamento de US $ 49,4 milhões à Petrobras.

O campo da Lapa, localizado no pré-sal da Bacia de Santos, iniciou a produção de petróleo em 2016, por meio do FPSO Cidade de Caraguatatuba MV27, fornecido pela MODEC.

Ancorado a cerca de 300 quilômetros ao sul do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de 2.126 metros, o FPSO é capaz de processar 100.000 barris de petróleo e 177 MM de pés cúbicos padrão de gás por dia e tem uma capacidade de armazenamento de 1.600.000 barris de petróleo bruto.

A Petrobras disse que a produção média do campo offshore de petróleo no primeiro semestre de 2021 foi de 50,7 mil boe / dia, sendo 5,07 mil boe / dia a participação da Petrobras.

Com o fechamento da transação, a Petrobras sairá do campo da Lapa, enquanto a TotalEnergies, que já é operadora do campo, ficará com 45%. Os demais sócios da área são Shell Brasil Petróleo (30%) e Repsol Sinopec Brasil (25%).

Voltar ao Topo