Offshore

Petrobras premia pesquisas em águas profundas em 3D

A Petrobras (NYSE: PBR) concedeu à Shearwater GeoServices Holding AS um contrato histórico para uma pesquisa sísmica 3D de nó de fundo do oceano em águas profundas (OBN) para os projetos de Tupi e Iracema na Bacia de Santos, informou a Shearwater na quarta-feira.

Segundo Shearwater, o levantamento de campo de Tupi será o maior levantamento sísmico OBN do Brasil. A firma de geofísica marinha destacou que a aquisição sísmica em Tupi – considerado o primeiro campo supergigante de petróleo do Brasil – será um levantamento de base para potenciais levantamentos 4D futuros.

“Este prêmio confirma a liderança da Shearwater em OBN em águas profundas, um subsegmento empolgante, em crescimento e voltado para o futuro da indústria sísmica marinha”, comentou a CEO da Shearwater, Irene Waage Basili. “Isso reflete nossa escala, navios de alta tecnologia e dedicação à tecnologia e representa um acréscimo substancial à nossa carteira de pedidos. Temos o prazer de trabalhar novamente para a Petrobras. ”

A Cagarra afirmou que espera iniciar os levantamentos de Tupi e Iracema no terceiro trimestre deste ano. A empresa observou que as pesquisas estimadas de nove meses cobrirão 1.113 milhas quadradas (2.882 quilômetros quadrados) e usarão veículos operados remotamente e uma fonte tripla 3×3 de nove cordas. Ele executará o contrato usando o SW Diamond e um navio adicional.

Voltar ao Topo