Offshore

Petrobras perderá participação de 50 por cento no cluster de Marlim

A Petrobras, a grande petrolífera brasileira, lançou uma fase de divulgação de oportunidade (teaser) para a venda de seus 50 por cento em campos de petróleo offshore conhecidos como Cluster de Marlim na Bacia de Campos, offshore do Brasil.

A Petrobras disse que estava procurando vender participações nas concessões em águas profundas dos campos de Marlim , Voador , Marlim Leste e Marlim Sul . A empresa, que atualmente possui uma participação de 100 por cento nos campos, permanecerá como operadora após a venda.

Os campos de Marlim e Voador ocupam uma área de 339,3 quilômetros quadrados e estão localizados em águas profundas, com lâmina d’água de 400 a 1.050 metros, a cerca de 150 quilômetros do litoral norte do estado do Rio de Janeiro.

Os dois campos compartilham a infraestrutura de produção e, entre janeiro e outubro de 2020, produziram em média 68,9 mil barris de óleo por dia e 934 mil m³ de gás por dia.

O próximo projeto de revitalização em Marlim e Vorador envolve a substituição de todas as plataformas existentes por dois novos FPSOs. O primeiro óleo da revitalização é estimado para 2023, com um patamar previsto para 2025.

Marlim Leste está localizado a leste do campo de Marlim, a cerca de 107 quilômetros do Cabo de São Tomé em lâminas d’água que variam de 780 a 2.000 metros. De janeiro a outubro de 2020, Marlim Leste produziu em média 38.500 barris de óleo por dia e 615.000 m³ de gás por dia.

Marlim Sul fica a cerca de 90 quilômetros do litoral norte do Rio de Janeiro, localizada em águas profundas e ultraprofundas, com lâmina d’água variando de 800 a 2.500 metros. O campo produziu em média, de janeiro a outubro de 2020, cerca de 109.600 barris de óleo por dia e 2.062.000 m³ de gás por dia.

A infraestrutura de campo ativa inclui quatro plataformas com uma capacidade combinada de processamento de petróleo de mais de 400 milhões de barris por dia. Das quatro plataformas, três são semissubmersíveis – a P-40, P-51 e P-56 – e uma é FSO – a P-38.

Voltar ao Topo