Naval

Petrobras adia manutenção offshore da bacia de Santos

Bacia de Santos Mexilhão Petrobras

A Petrobras está adiando para 29 de agosto um programa de manutenção planejada de 30 dias na Bacia de Santos, no litoral brasileiro.

A razão disso é a paralisação emergencial para consertar os equipamentos da planta de beneficiamento que recebe gás dos campos da bacia de Campos e do gasoduto da Rota 2, que transporta o gás produzido na bacia de Santos.

A parada programada de 30 dias envolve a manutenção da plataforma de Mexilhão e do gasoduto Rota 1, que transporta o gás produzido em Mexilhão e outras plataformas do pré-sal e pós-sal da bacia de Santos.

A Rota 2 precisa operar normalmente para garantir o abastecimento do mercado enquanto a Rota 1 está fechada.

Para maximizar as entregas de gás, a Petrobras está expandindo a capacidade do terminal de rega-gás da Baía de Guanabara de 20 MMcm / d para 30 MMcm / d, e reposicionando o navio de rega-gás do terminal de GNL de Pecém para o terminal da Bahia, com capacidade para fornecer um adicional de 14 MMcm / d.

Voltar ao Topo