Petróleo

Petrobras licencia até cinco poços na Bacia de Campos

A Petrobras iniciou o licenciamento ambiental do bloco exploratório Alto de Cabo Frio Central, na Bacia de Campos, arrematado em parceria com a BP no 3o leilão do pré-sal, realizado pela ANP em outubro do ano passado. O consócio está licenciando seis poços, sendo um firme e cinco condicionados aos resultados do primeiro.

O Programa Exploratório Mínimo do projeto prevê a perfuração de um poço exploratório até o fim do primeiro semestre de 2019. O consórcio está propondo também um teste de formação contingente ao resultado do poço.

O primeiro poço do projeto será perfurado em lâmina d’água de 2.595 m a uma distância de 166 km da costa do Rio de Janeiro. O porto do Rio e o aeroporto de Cabo Frio serão utilizados como base de apoio logístico para o projeto.

A Petrobras não é a primeira operadora a correr para licenciar projetos de perfuração para áreas arrematadas no leilão do ano passado. A Shell está licenciando no Ibama a perfuração de cinco poços no pré-sal, sendo dois no bloco Sul de Gato do Mato, na Bacia de Santos, e outros três no bloco Alto de Cabo Frio Oeste, Bacia de Santos. A petroleira assinou na última semana os contratos de partilha da produção das áreas e iniciou os processos de licenciamento no dia seguinte. A empresa pretende iniciar as campanhas de perfuração em janeiro de 2019.

Voltar ao Topo