Economia

Petrobras inicia produção do pré-sal na jazida de Atapu

Petrobras

A Petrobras anunciou ontem (25) o início da produção de petróleo e gás natural da jazida compartilhada de Atapu, por meio da plataforma P-70, na porção leste do pré-sal da Bacia de Santos, próximo ao Campo de Búzios. De acordo com a companhia, Atapu deverá contribuir para o crescimento da produção no pré-sal.

A P-70 é plataforma própria da Petrobras e a quinta unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás (FPSO, do nome em inglês) da série dos replicantes.

Tem capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e tratar até 6 milhões de metros cúbicos (m³) de gás natural. A unidade vai operar a cerca de 200 quilômetros (km) da costa do estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’agua de 2,3 mil metros, com previsão de interligação de até oito poços produtores e oito poços injetores, informou a assessoria de imprensa da Petrobras.

A jazida compartilhada de Atapu compreende os campos de Oeste de Atapu, Atapu e uma parcela de área não contratada da União, tendo sido o processo de individualização da produção concluído em setembro de 2019.

A Petrobras detém 89,257% dos direitos da jazida em parceria com Shell Brasil Petróleo Ltda (4,258%), Total E&P do Brasil Ltda (3,832%), Petrogal Brasil S.A (1,703%) e Pré-Sal Petróleo SA (PPSA), representando a União (0,950%).

 

Voltar ao Topo