Petróleo

Petrobras firma contrato de primeira sonda com a Odebrecht desde escândalo

A empresa brasileira de energia estatal Petrobras assinou um contrato de dois anos para alugar uma sonda de perfuração da Ocyan, anteriormente conhecida como Odebrecht.

O contrato é o primeiro acordo entre as duas empresas desde que um escândalo de corrupção surgiu há cinco anos. A Odebrecht foi uma das empresas que foi pega na Operação Cash Wash, a investigação de corrupção do Brasil na Petrobras. Dezenas de empresas reconheceram o pagamento de propinas a políticos e funcionários em troca de contratos com a Petrobras.

A Odebrecht foi então proibida de assinar novos contratos com a Petrobras até meados de 2018, quando a Petrobras decidiu permitir condicionalmente alguns negócios com a Odebrecht, seguindo melhorias nos programas de conformidade do conglomerado.

Segundo Roberto Simões, executivo-chefe da Ocyan, a Petrobras adjudicou contratos para seis sondas de perfuração no total através de uma licitação recente com um contrato adjudicado à Ocyan, três para a Constellation Oil Services e dois para a Petroserv.

A Ocyan, que mudou de nome em janeiro de 2018, atualmente opera uma frota de oito unidades offshore composta de dois FPSOs e seis unidades de perfuração.

Voltar ao Topo