Petróleo

Petrobras encomenda US$ 2,3 bilhões de FPSO da Saipem, DSME JV

petrobras

A empresa italiana de engenharia e construção offshore Saipem, em uma joint venture com a construtora naval sul-coreana Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering Co. Ltd (DSME), ganhou um contrato com a Petrobras do Brasil para construir um FPSO para o campo offshore de Búzios no Brasil.

O projeto FPSO P-79 tem um valor total de aproximadamente US $ 2,3 bilhões. A parcela da Saipem é de aproximadamente US $ 1,3 bilhão.

A embarcação FPSO permitirá a separação inicial do gás do óleo extraído no reservatório offshore profundo e terá capacidade de produção de 180 mil barris de óleo por dia (bopd) e 7,2 milhões de metros cúbicos de (mcbm) gás por dia, com armazenamento capacidade de dois milhões de barris de petróleo.

A Saipem e a DSME executarão todo o projeto do FPSO que inclui a engenharia, aquisição, fabricação e integração dos topsides das unidades do FPSO e a instalação dos sistemas de amarração, bem como a conexão, o comissionamento e o start-up.

O campo de Búzios, o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo, está localizado na região do pré-sal da Bacia de Santos, a cerca de 200 km da costa do Rio de Janeiro, em lâminas d’água que variam de 1.600m a 2.100m.

Maurizio Coratella, Diretor de Operações da Divisão E&C Onshore da Saipem, disse: “Este projeto representa um passo importante em nossa estratégia de diversificação de portfólio. É também mais uma demonstração da confiança de nossos clientes em nossa capacidade consolidada de gerenciar projetos complexos e tecnologicamente avançados em conformidade com os mais elevados padrões de segurança e meio ambiente ”.

Voltar ao Topo